Teste à linha de pesca Asso Ultra.

Teste à linha de pesca Asso Ultra.




Depois de ter pescado durante cerca de 3 semanas com a linha de pesca Asso Ultra na versão 0,18 mm, está agora na altura de proceder a uma análise criteriosa do seu desempenho. Efectivamente, esta é uma linha que encontramos em quase todas as lojas de pesca que visitamos nos últimos tempos e tende a surpreender-nos pelo seu baixo preço e elevadas prestações anunciadas. Como exemplo, basta referir que na Filipe Calvão online, uma bobina de 100 metros desta linha em 0,18 mm (com resistência à ruptura de 6 kg) pode ser comprada por €3,65 (à data deste post).  Comparativamente a outras linhas similares, temos aqui muita resistência a ser oferecida por muito pouco dinheiro.

Para começar, temos sérias dúvidas sobre o real valor da resistência para esta linha. Já num post anterior este facto foi referido. De facto, olhando aos valores disponiveis no site da marca (Gruppo DP Srl), a resistência real para o 0,18 deveria ser de 3,2 kg (ver tabela abaixo). Este valor está muito mais de acordo com a minha experiência de pesca, pois a força aplicada para rebentar o fio em situações criticas andou sempre por esses valores. Neste caso concreto, penso que se trata de um erro inadmissivel na preparação da rotulagem aplicada para o mercado português e que poderá estar a enganar alguns pescadores menos prevenidos, incentivando-os a uma compra menos informada. Para muitos de nós, o aspecto resistência anunciada é factor critico 🙂

Um outro aspecto que ressaltou durante as várias sessões de pesca, foi a boa elasticidade da linha. Apesar de a resistência não estar ao nível das linhas de topo, encontrou compensação na elasticidade. De facto, ao nível do combate com bons peixes, a linha demonstrou ter capacidade para aguentar todo o tipo de artimanhas: arranques fortes, enrolamentos, fortes cabeçadas, etc. Isto especialmente nas primeiras sessões de pesca.

Em termos de lançamentos, a linha apresentou sempre uma performance razoável, permitindo boas distâncias médias. Mesmo com amostras pouco pesadas, os lançamentos conseguiram alcançar distâncias interessantes. Devido à sua baixa rigidez, esta linha tem um enrolamento bastante compacto na bobina do carreto, o que optimiza a capacidade para reduzir atritos e evitar perucas na altura do lançamento.  

Um dos principais problemas da linha está associado ao seu rápido desgaste, após algumas sessões de pesca. Resistência e elasticidade começam-se a ressentir à medida que vão passando os dias. A linha começa a ganhar memória (especialmente se for usada com colher) e ganha uma certa rigidez que lhe confere alguma perda de resistência. Algo para o qual já tinhamos sido alertados pelos vendedores de algumas lojas de pesca e que tivemos oportunidade de comprovar na prática. Alguns longos segmentos de fio tiveram que ser cortados, devido ao rápido desgaste da linha após a primeira semana de pesca. Este facto confirma o baixo preço da linha, pois a mesma parece ter um ciclo de vida relativamente curto, quando comparada com outras de mesmo tamanho comercializadas por marcas diferentes.

No global, esta é uma linha que se adequa a uma utilização durante um curto período de tempo. Para 1 ou 2 semanas, apresenta uma performance bastante interessante e ao nível das melhores. A boa elasticidade foi o aspecto que mais nos agradou. O baixo preço cobrado adequa-se à qualidade e sobretudo á longevidade da linha. Relativamente aos 6kg, esqueçam! Um valor na proximidade dos 3 kilos parece-nos mais do que adequado 🙂 Uma boa opção para quem gosta de trocar de linha rápidamente ou para quem precisa de uma linha de reserva para utilizar durante um espaço curto de tempo.

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.