Setembro e alguma chuva milagrosa.

Setembro e alguma chuva milagrosa.

Depois de uma época truteira cheia de grande peripécias, chegamos finalmente ao mês de Setembro. Este é claramente o último mês disponivel para realizar as últimas incursões às trutas nos dois regimes de excepção que sobram: a pesca às mariscas nos rios Neiva, Lima, Âncora e Cávado, e a pesca às trutas comuns e arco-iris nas barragens do Gerês.

Apesar de ser negligenciado por muitos pescadores, este é um mês de grandes oportunidades para capturar alguns bons exemplares. E não sou só eu que tenho esta opinião. Conheço vários pescadores de trutas que partilham a mesma perspectiva. Com o calor a diminuir e a desova a aproximar-se, as trutas aproveitam este mês para se alimentarem fortemente, de modo a resistir aos desafios do Inverno.

Para tornar as coisas ainda mais interessantes, também verificamos que em Setembro começam normalmente as primeiras chuvas que põem as trutas a correr para as linhas de água. E este ano, não parece que as coisas sejam diferentes. Após uma rápida visita ao site da Windguru, começaram a surgir os primeiros bons sinais e logo no principio da próxima semana. Tomando Viana do Castelo como referência, vamos ter períodos de chuva razoáveis na segunda, terça e quarta-feira da próxima semana (ver foto abaixo).

Perante este cenário, penso que vale a pena ponderar a possibilidade de realizar uma deslocação a um dos locais onde a pesca às trutas ainda é permitida. Se a chuva atingir proporções generosas, penso que algumas boas trutas poderão colaborar e subir para locais onde estejam ao alcance dos nossos iscos. Não há nada como tentar. Mais que não seja, terão oportunidade de desfrutar de um dia fresco em paisagens de grande beleza natural.

Fica aqui a dica. Se puderem aproveitem.

Boas pescarias 🙂

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.