Minho comanda nas intenções de abertura à truta.

Minho comanda nas intenções de abertura à truta.


Com algumas semanas já passadas sobre o lançamento da sondagem sobre a abertura geral da pesca às trutas, é possível termos uma ideia razoável da distribuição geográfica dos pescadores que acompanham e lêem o nosso site. Tal como era de esperar, a região do Minho ocupa a dianteira com uma posição bastante confortável. Isto reflecte a riqueza de rios truteiros que existem na zona, assim como a grande densidade de pescadores que habitam nesta área.

Com rios como o Minho, Lima, Cávado, Coura, Neiva, Mouro, etc, é muito difícil não conseguir estar entre os destinos de topo para a abertura geral da pesca à truta em 2012. A juntar a este factor, entra também em jogo o aspecto temperatura. Com uma grande parte dos rios desta área a correr em zona de planície, é natural que nos primeiros meses de pesca as trutas estejam mais activas nestas massas de água do que naquelas que estão localizadas em regiões de montanha. Assim, não é nada de estranhar que esta região do nosso país seja a favorita para as aberturas.

Atrás da região do Minho e ainda a uma distância considerável, aparecem as regiões do Gerês e a Beira Interior. Com afamados rios de planalto e montanha, como o Beça, Ceira ou o Côa, estas são zonas extremamente atractivas para quem não tem medo das temperaturas mais frias e procura trutas ariscas e desconfiadas. Muitas vezes, só pela beleza da paisagem, vale a pena realizar as aberturas nestes locais!

Como ainda faltam algumas semanas para a abertura, vamos aguardar por mais resultados para termos uma ideia exacta do que nos espera. No entanto, estes resultados já são bastante interessantes e já nos permitem antever aquilo que nos vai esperar no dia mais desejado do ano.

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.