Às trutas da Barragem do Cortez …

Às trutas da Barragem do Cortez …




Boas!

Este sábado, depois de ter tirado a manhã para aproveitar para descansar um pouco, durante a tarde fui até ao rio para o descanso ser completo!

Depois de ter chovido durante a manhã, embora pouco, tinha a esperança de poder pescar debaixo de chuva, ou pelo menos com algum aguaceiro! O que não aconteceu … apenas o céu permaneceu nublado!

A pescaria foi feita no Cortez, um local que é sempre visitado por mim, muito agradável para um piquenique, um bom troço de rio, com correntes, poços e ainda a pequena albufeira da mini-hidrica!

Comecei por bater a massa de água da albufeira, com a MaxRap. Água escura, com muitas estruturas no fundo, um local ideal para estar um bom troféu escondido!

Ao 2º lançamento um toque, de algo que veio do fundo e deu uma cabeçada na amostra, mas nada mais que isso!

Fiz uns 30 minutos naquele local mas sem mais nenhum toque, tendo usado ainda o Salmo.

Troquei para colher e comecei a subir o rio … água fria, caudal que por norma corresponde ao mês de Junho, não havia muitos mosquitos, e água límpida! Um cenário não muito favorável para o que quer que fosse. Seria necessário lançar para bastante longe para se conseguir trabalhar a amostra em toda a largura do rio e com isto aproveitar as árvores da outra margem e a maior profundidade!

Primeiros lançamentos, olho para a água, e vejo uma família de barbos de bom porte a descerem o rio calmamente, sem se incomodar muito com os intrusos!

Todas as correntes eram aproveitadas ao máximo, com muita delicadeza para não espantar o que por lá andasse.

Depois de um pequeno açude, o meu sogro lança bem para longe e bem perto da outra margem, ele diz “Já está!” e olho para o rio e vejo uma bela truta a tentar sacudir a amostra da boca! Ele com calma lá a trabalhou e trouxe-até terra! Na água pareceu-me que era um peixe de um porte bastante agradável o que se vinha a confirmar! 34 cm de beleza!

Animados pela captura, seguimos rio acima …. eu com a mesma táctica, e numa zona com boa profundidade junto á outra margem, ainda tenho 2 toques … vi as trutas a irem amostra, mas não era o meu dia! Não as estava a conseguir cravar!

Cheguei a um poço muito profundo, alimentado por uma corrente lenta, água escura, e confesso que tinha depositado grandes esperanças naquele local, mais lançamentos para todos os locais e nada mexeu por aquelas bandas!

A montante existe um outro poço ainda mais profundo, que seria o próximo destino!

Chegando a esse local, lançamento atrás de lançamento, e lá consegui ter uma truta cravada por breves instantes…ainda a tive presa, mas conseguiu tirar a amostra da boca! Estava visto que hoje não era o meu dia…

Era hora de voltar para casa, que já se estava a fazer tarde, e a visita ao Cortez estava realizada!

Abraço

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Apaixonado pela pesca...