O que se passa no Rio Tuela?

O que se passa no Rio Tuela?

Na minha última visita à zona de Bragança, tive oportunidade de visitar o Rio Tuela, no troço entre a Hidroelectrica das Trutas e o limite do Parque Nacional de Montesinho. O panorama era altamente promissor, pois o rio estava com um bom nível e como tal as correntes estavam bem animadas. Ao mesmo tempo, também verifiquei que não faltavam poços com alguma dimensão, juntamente com um ou outro açude mais interessante.

Enfim, o cenário parecia-me o ideal para tentar algumas trutas e como tal decidi avançar com o meu equipamento normal de spinning: cana de 1,8 metros, linha 0,18 da Fendreel e X-Rap RT. O plano era tentar entrar algures para montante da mini-hídrica e depois fazer o troço para montante. Os primeiros lançamentos começaram a sair por volta das 7h30. Estava sozinho e como tal, não havia concorrência para me preocupar. Os locais eram, na sua maioria, de difícil acesso (trilhos de javalis e lobos) e parecia que a parte da manhã ia correr muito bem.

Foi só parecer 🙂

Durante mais de 2 horas, coei água de todas as formas e feitios. Tentei rapalas de 3cm, depois Mepps Aglia nº 1 e 2, e nada mexeu. Se no inicio ainda pensei que as trutas estariam bastante desconfiadas, passado algum tempo comecei a notar que não havia qualquer sinal evidente de peixe no rio, quanto mais trutas!! Rapidamente a minha atenção começou a virar-se para a qualidade da água e notei que algo não estava bem. A temperatura era ideal, mas a cor da água era muito escura para um rio de montanha que vinha do Parque Nacional. Ainda pensei que talvez a neve fosse um factor condicionador daquela situação, mas à medida que fui entrando em zonas de maior corrente, vi muita espuma densa a circular … Pareceu-me claramente poluição, mas não podia ser!! Ou podia??

Enfim, fiquei sem saber muito bem o que fazer. O aspecto do rio não era o mais limpo e havia muito lixo acumulado nas margens. Como tal, a vontade de pescar por ali esmoreceu e fui à procura de zonas mais interessantes. Tentei de tudo e nada resultou.

No final, só ficou a dúvida … há trutas naquela zona do Tuela, ou há mas é poluição a minar um rio com grande potencial??

Se alguém souber a explicação e a quiser partilhar connosco, é bem-vindo 🙂

Gostávamos de saber se vale a pena lá voltar, porque o caudal e a sequência de correntes e poços na zona tem um elevado potencial para a pesca!

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.