Colheres de pesca – Grauvell

Colheres de pesca – Grauvell


Muitos são aqueles de nós que já se depararam com colheres desta marca quando visitam lojas ou sites de pesca. Esta marca é espanhola, tendo sido fundada em 1966 em Barcelona e apresentando uma representação que cobre aproximadamente 19 países. Está representada em Portugal através da Marartisol, Lda, sita em Oliveira do Bairro.

Esta marca produz inúmeros produtos para os pescadores desportivos, nas diferentes modalidades disponíveis, incluindo pesca à truta. É possível encontrar desde canas, a carretos, linhas, anzóis, pesos, etc, da Grauvell. Apesar desta panóplia de material, para os pescadores de trutas que se dedicam ao spinning, esta marca é reconhecida sobretudo pelas colheres de pesca que produz. Também produz alguns peixes artificiais, mas aqueles que temos visto, parecem ser mais para a pesca do achigã ou de mar.

Assim, e dentro da rubrica colheres, destacamos sobretudo a diversidade de modelos, que têm uma forte semelhança com versões que já vimos noutras marcas. Existem versões muito próximas da vibrax, outras que se assemelham às Panther Martins, algumas que nos parecem seguir a linha da Celta, etc. Também vimos algumas versões de folha de oliva, que nos pareceram muito interessantes para zonas de correntes, em vários tipos de caudais. Finalmente, uma última palavra para dois conceitos que não utilizo muito, mas que não deixam de ser eficazes em situações pontuais: as colheres com peixe de plástico a seguir à folha rotativa e as colheres em tandem com duas folhas rotativas.

Normalmente, as colheres da Grauvell destacam-se pelo seu preço bastante interessante relativamente à concorrência. As prestações tendem a ser regulares e existem muitos pescadores que são aficionados destas colheres.

Na minha experiência pessoal, já tive oportunidade de pescar com alguns modelos e até tiveram um rendimento regular, mas sempre preferi as colheres da Mepps, por uma questão de fiabilidade de funcionamento e qualidade de apresentação. Acho que tudo depende de uma questão de hábito e de vontade de experimentar novas marcas. Com a crise a entrar ainda mais no próximo ano, certamente que iremos começar a procurar iscos ainda mais em conta, e claramente que as Grauvell podem ganhar algum alento.

Mas melhor do que eu para falar desta marca, são mesmos os utilizadores fieis da marca, portanto estejam à vontade para comentar este post e introduzir o vosso input. Aliás, foi na sequência de uma intervenção do zero-cool sobre esta marca que eu achei que valia a pena apresentar mais esta opção para as nossas caixas de amostras 🙂

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.