Colheres de pesca pesadas – Kali Alaska

Colheres de pesca pesadas – Kali Alaska


Temos visto muitos iscos recentemente, mas a nossa atenção tem sido sobretudo desviada para a pesca ao spinning em águas de pequeno a médio caudal e para trutas de envergadura normal. Está na hora de inverter um pouco essa perspectiva e dedicar esta análise a uma colher virada para pesca do salmão e trutas mariscas em águas de largo caudal e em zonas de correntes. Para tal, resolvemos apresentar uma amostra, sobre a qual pouco conhecemos, mas que nos parece ter um grande potencial.

Estamos a falar da Kali Alaska. Uma amostra de tamanho nº5 com 22 gramas de peso e com um design fusiforme direccionado para a pesca em águas com forte corrente. As cores disponíveis (branca e vermelha com tons brilhantes) e a forma impecável do seu acabamento, parecem indicadores claros de que esta colher tem tudo para dar bons resultados nos poços mais fundos ou onde a corrente é implacável. O preço que vimos numa loja espanhola é de 26,99 euros por cinco unidades, o que nos parece razoável atendendo ao seu tamanho e aos preços de marcas mais consagradas, como a Mepps e a Vibrax.

Não conseguimos encontrar o site da marca que produz este modelo, mas sabemos que este é um modelo que se pode encontrar facilmente nas lojas de pesca espanholas. Por essa razão, somos levados a pensar que a mesma poderá ser fabricada em Espanha. No entanto, não temos certezas sobre isso, nem sequer sobre as prestações desta “menina” dentro de água.

Enfim, penso que é uma amostra que vale a pena explorar e já me comecei a mexer para ver se compro uns exemplares para testar nas nossas águas. Claramente que só temos águas para este material no rio Minho e é aí que se pode retirar o máximo potencial deste tipo de iscos.

Se souberem mais sobre este tipo de colheres, já sabem, agradecemos a vossa opinião, até para evitar enfiar “barretes” … comprando material que depois só vai servir para forrar o fundo da caixa de pesca 🙂

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.