Condições no Rio Teixeira – Janeiro de 2013

Condições no Rio Teixeira – Janeiro de 2013




Recentemente, e na sequência de uma viagem até ao Peso da Régua, tive oportunidade de passar por Mesão Frio, e como tal, não podia deixar de fazer uma paragem para verificar as condições do rio Teixeira. Este rio foi alvo de um repovoamento de trutas, bastante falado há algum tempo atrás, e fiquei curioso relativamente ao estado actual das coisas.

Por aquilo que vi, o rio tem condições naturais para albergar uma população de trutas bastante saudável. Efectivamente, e pelo menos no troço que visitei, existem correntes bastante vivas (que permitem uma forte oxigenação da água) e alguns açudes pontuais. No entanto, o que também me pareceu é que o rio está sujeito a descargas de lixo bastante intensas. Do local onde tirei algumas das fotos, foi possível constatar uma forte presença de sacos de plástico e outro tipo de lixo depositado no leito do rio. Esta situação parece ser sintomática de um rio que, apesar dos esforços de alguns, continua sujeito ao abandono e portanto requer uma maior atenção.

Acredito que para montante, a poluição do Rio Teixeira seja menor e que possivelmente, as trutas tenham condições mais favoráveis para se desenvolver. Mesmo assim, não deixo de ver com pena que os troços médios e finais do Teixeira também têm potencial para as trutas, mas não têm capacidade para se regenerar na sua plenitude, devido à falta de civismo e de uma política mais agressiva em termos ambientais.

Em termos de caudais, verifiquei que o caudal estava num nível normal. Nem demasiado forte, nem demasiado fraco. O suficiente para permitir a desova das trutas, sem comprometer o sucesso das posturas.

No global, acho que este é um rio com enorme potencial para a dinamização da pesca à truta, não só pela sua localização numa plataforma turística afamada como é a zona do Douro, mas também pelas condições naturais que possui. O que necessita é de uma maior atenção e de uma política integrada que permita a limpeza das margens, a erradicação dos focos de poluição e o repovoamento consciencioso dos troços mais afectados. Assim, vejo futuro para esta massa de água … caso contrário, os repovoamentos pontuais não passarão de pedradas no charco.

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.