Quem é que gere a pesca desportiva em Portugal??

Quem é que gere a pesca desportiva em Portugal??




Meus caros,

Vou ser curto e grosso com aquilo que me parece mais um caso de incompetência ou de desrespeito ou de sabe-se lá do quê. Como é que é possível que a pesca à truta já tenha aberto na barragem de Paradela do Rio, quando no site do ICNF ainda se declara que a pesca à truta nesta massa de água só começa no dia 1 de Abril?

Decreto de lei - ICNF - barragens

Comparem, por favor os dois documentos abaixo.

Plano de exploração da concessão de Paradela do Rio:


Site do ICNF- excepções ao calendário de pesca – barragens:


Depois disto e como se não bastasse, pergunto o seguinte: então porque é que na Barragem de Sezelhe (Alto Cávado), que também é concessionada, se respeita o dia 1 de Abril como sendo o dia da abertura? Vejam, por favor, o documento abaixo:


Depois de verem tudo isto, expliquem-me agora como é que esta bandalheira é possível!! Penso que a responsabilidade não será da entidade gestora da albufeira de Paradela do Rio, pois eles apenas submetem a sua proposta à apreciação do ICNF. Quem tem que controlar tudo isto é o ICNF.

Ou estamos perante uma situação em que o decreto que legisla sobre a abertura da pesca às trutas nas barragens do Gerês não tem qualquer validade e portanto já devia ter desaparecido do site, ou então estamos perante uma incompetência de todo o tamanho em que se deixa passar esta situação em branco, quer no momento em que se avalia o plano de exploração, quer na fiscalização que se deve fazer posteriormente.

Afinal como é que ficamos em termos de aberturas nas barragens? Afinal, quem é que manda na pesca desportiva em Portugal?? É o Zé das iscas?? Com toda esta confusão e falta de competência, vale mais andarmos todos furtivos!!

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.