Pescar trutas com imitações de ratos …

Pescar trutas com imitações de ratos …




Já muito tem sido dito sobre a voracidade das trutas e sobre como tudo o que para dentro de água, se pode tornar alimento para estas nossas amigas. Os pescadores são conhecedores deste facto e portanto aproveitam ao máximo a voracidade e a curiosidade das trutas, que as levam a comer de tudo um pouco, podendo mesmo morder iscos que nada têm a ver com aquilo que é a sua alimentação normal no meio natural. Um destes exemplos é a colher rotativa. Um isco eminentemente artificial, de enorme eficácia para todo tipo de trutas e em todas as águas, e que na prática não replica directamente nenhum tipo de alimento real.

Rato a nadar - pesca às trutas

Apesar de sabermos tudo isto, existem sempre surpresas quando olhamos ao comportamento das nossas amigas. Já sabemos que se alimentam de sapos e agora também ficamos com a certeza que se alimentam de mamíferos, mais concretamente da sua versão mais pequena; os ratos. Apesar de já ter algumas suspeitas sobre este tipo de comportamento, o vídeo abaixo tira-me quaisquer dúvidas que pudessem subsistir. A partir de um determinado tamanho, as trutas comem tudo o que possa entrar dentro de água e que tenha dimensão suficiente para ser engolido. Os ratos não são excepção, especialmente para exemplares acima de kg.

Mas deixemo-nos de conversa e vejamos o vídeo abaixo retirado do YouTube:



Não tenho certezas sobre o local de realização deste vídeo, mas pelas imagens parece-me que estamos na Nova Zelândia, que é actualmente um dos maiores paraísos para à pesca à truta de montanha. Os cenários são idílicos e visam essencialmente mostrar como a pesca é um espectáculo deslumbrante. Como factor adicional, introduzem a questão da pesca com imitações de ratos. Efectivamente, a demonstração do conteúdo estomacal de uma truta, parece-nos uma prova mais do que convincente de que elas se alimentam de ratos, especialmente nesta zona.

Segundo aquilo que me pareceu do vídeo, a entrada dos ratos na água dá-se sobretudo durante a noite e é neste período que os maiores exemplares se alimentam. Neste contexto, a pesca com imitações de rato teria mais sucesso de noite, no entanto, mesmo durante o dia é possível realizar boas capturas, como é demonstrado no vídeo (se bem que eu só vejo a imitação de rato a ser usada um ou duas vezes!!).

No que diz respeito à transplantação desta realidade para o nosso contexto, tenho dúvidas que se possa tirar conclusões imediatas. Acredito que em zonas onde as populações de ratos atinjam níveis elevados, esta pode ser uma excelente opção a considerar. Caso contrário, será sempre um exercício de paciência até se conseguirem encontrar bons exemplares que já tenham provado este tipo de carne.

Em termos do tipo de pesca, esta é uma modalidade que se aplica ao spinning e sobretudo à pesca com mosca, utilizando imitações o mais realistas possíveis. Terá que ser obrigatoriamente uma pesca de superfície em que se tente imitar ao máximo o comportamento dos ratos.

Se vale a pena ou não apostar neste tipo de isco, é a questão fundamental. Eu nunca usei, mas se alguém já usou e teve sorte, estamos curiosos para saber como foi 🙂 🙂

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.