Previsão climatérica para a abertura 2014

Previsão climatérica para a abertura 2014

Mais um ano e mais uma abertura que se aproxima. Para aqueles que já não aguentam o vicio, ainda faltam poucos dias até Sábado. Não vai ser fácil de aguentar, mas com algum trabalho e preparação de material de pesca à mistura, o desejado dia deve chegar rapidamente.

Este ano, atendendo ao caudal médio dos rios e à pluviosidade das últimas semanas, antecipa-se que as condições sejam boas para a abertura. Com rios cheios e correntes relativamente fortes, é de esperar que os bons exemplares estejam activos e possivelmente localizados em áreas de concentração de nutrientes, como no final dos açudes, à saída de correntes fundas, etc.

Como é costume todos os anos, apresentamos as condições meteorológicas previstas para a abertura, tomando como referência a cidade de Viana do Castelo no site Windguru (foto abaixo).

Previsão meteorológica abertura 2014

Como podem verificar, panorama é bastante animador.

Desde logo, destaco a chuva média a forte que ainda vai cair durante um ou dois dias da semana. Essa chuva será providencial para manter os caudais a níveis óptimos, especialmente em rios com dimensão pequena ou média. Rios grandes com barragens, como o Minho ou o Lima, serão para esquecer, pois o débito será provavelmente constante no dia da abertura, existindo apenas alguns cantos ou remansos onde a colher pode entrar e tirar uma ou outra truta. No próprio dia da abertura, prevê-se uma chuva ligeira com tempo encoberto que será bem-vinda para encobrir ao máximo a presença do pescador na margem.

Um outro ponto forte para esta abertura, poderá ser a elevada temperatura média que se espera no litoral. Com previsões entre os 8 e os 10 graus centígrados, as trutas estarão certamente mais activas do que em anos anteriores onde as temperaturas foram mais baixas. No entanto, é preciso não esquecer que nas zonas de montanha é natural que as temperaturas sejam muito mais baixas e que a influência da neve se faça sentir. Estes factores normalmente determinam que as capturas em rios afectados pela neve, seja mais reduzidas.

O único senão para a abertura poderá ser o vento. No entanto, por aquilo que se vê, vai tender a soprar fraco a moderado com rajadas mais fortes em casos pontuais. Isto certamente vai-nos ajudar a segurar melhor a linha e evitar que façamos a decoração de Natal das árvores do rio. Com a falta de prática do defeso, é natural que os primeiros lançamentos saiam um pouco mais desajeitados e a ajuda do vento forte não é nada necessária.

Considerando que as previsões ainda se podem alterar, acho que este é um cenário quase ideal para uma abertura. Agora é tudo uma questão de fazer uma escolha sensata do rio a bater e do isco a utilizar. Certamente que as trutas estarão mais activas em zonas mais quentes e que os rios com menor caudal serão mais pescáveis ao spinning do que os grandes rios. Está na altura de fazerem as vossas escolhas … a minha já está orientada … só haverá alteração se o tempo se alterar dramaticamente …

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.