1 hora às trutas na Praia de Campia…

1 hora às trutas na Praia de Campia…




Depois de uma passagem pelo quintal do Miguel e com uma hora para passar antes de irmos almoçar com o Sr. António Ferreira, resolvemos visitar a praia fluvial de Campia. Neste troço, o Rio Alfusqueiro apresenta uma boa sequência de correntes que costuma albergar boas trutas e proporciona alguns momentos de pesca. Como só tínhamos uma hora até ao almoço, era ali que íamos atacar.

O dia começou a tornar-se mais cinzento e ameaçava chuva. Eu e o amigo Arlindo, resolvemos pescar de jusante para montante. Como tal, resolvemos caminhar pela margem direita até chegar ao último açude. Ali iniciaríamos a faina, já com influencia da mini-hidrica a jusante.

Os primeiros lançamentos surgiram na sequência da corrente do último açude. Foram improdutivos e como tal, chegamos rapidamente à saída do açude. Aí levei 4 toques de boa trutas e visualizei cinco ou seis vezes trutas de bom tamanho a seguir a amostra. O mesmo estava a acontecer ao amigo Arlindo. No entanto, quer eu, quer ele, não conseguimos cravar nenhuma. Bem insistimos no local, mas sem resultado. A insistência foi tanta que as trutas, a partir de determinada altura, deixaram de seguir as amostras.

Animados pelo facto de vermos trutas, avançamos para montante. Trabalhamos o açude seguinte com calma, mas também sem resultados. Viam-se alguns peixes a mosquear, mas não consegui ver se eram trutas ou escalos. Prosseguimos então para a corrente superior. Aí, num lançamento largo, o amigo Arlindo tira a primeira truta. Uma linda truta com cerca de 17 centímetros que foi rapidamente devolvida à água. Eu mais acima, num lançamento também comprido, vejo uma truta de bom tamanho a seguir a amostra até aos meus pés. Tinha cerca de 25 centímetros, mas conseguiu-me ver quando se aproximou demasiado da margem.

Mais acima, outro lançamento por entre as árvores e para o centro da corrente, e vejo outro bom exemplar a seguir a colher, mesmo em cima dela. Também não abriu a boca!! Já estava a ficar farto!!

Dois minuto de conversa com o amigo Arlindo e avanço para a ponte. A ponte costumava ter sempre um bom exemplar e portanto cheguei lá primeiro. Lançamento mesmo para a entrada de água no pilar, começo a recuperar e trás … uma pancada forte na linha. Cravo instintivamente e salta uma truta de bom tamanho fora de água. Chego-me à frente, porque ainda estava longe da margem, e tento segurar o bicho com o 0,12. Ela arranca para a esquerda e para a direita com força e eu deixei-a levar alguma linha. Quando apresenta os primeiros sinais de cansaço, arrasto-a para mim e ponho-a em cima da pedra da margem. Uma linda truta do Alfusqueiro com 29 centímetros. O maior exemplar que tinha visto até então.

Truta 29 cm Rio Alfusqueiro Praia de Campia Março 2014

Entusiasmado pela captura, o amigo Arlindo chega-se a mim e depois das felicitações da praxe, lança no mesmo local e consegue capturar também uma linda truta de 23 centímetros. Duas trutas na mesma zona!!

Já só faltava fazer a última sequência de corrente até chegar ao muro da praia de Campia. Entretanto, o Sr. António chega e pedimos licença para continuar. Depois dele anuir, lá avançamos para a parte mais rápida e menos profunda da corrente. O amigo Arlindo resolveu batê-la com calma, enquanto eu avancei directamente para a queda de água do açude. Dois lançamentos para a zona central da queda de água e nada mexe. Um lançamento curto de 5 metros para o canto onde me encontrava e sinto um puxão na cana. Cravo e vejo uma truta a fugir para jusante. Aguento-a como posso e depois de algumas piruetas, lá a consigo segurar junto da erva da margem. Mais um lindo exemplar de 23 centímetros.

Depois desta captura, começou a chover miudinho. Mesmo assim, ainda batemos a parte final do açude da praia de Campia, mas sem qualquer resultado. Nada estava nas águas paradas!

Com o Sr. António à espera, não tardamos muito em voltar para o carro. Íamos almoçar ao Restaurante Sacristão, a convite do Sr. António Ferreira (a quem deixo aqui os meus agradecimentos pessoais), onde desfrutamos de um excelente naco de carne e de uma conversa bastante animada sobre os desafios da pesca à truta e sobre política. Um excelente fim para uma manhã de pesca comigo e com o amigo Arlindo.

A repetir brevemente …

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.