Boas Festas 2014

Boas Festas 2014




Caros colaboradores e amigos do Trutas.PT,

Estamos praticamente em plena consoada de Natal e portanto impõe-se uma palavra amiga para todos aqueles que nos acompanharam ao longo deste ano, de forma mais ou menos activa. Apesar das crescentes dificuldades do nosso dia a dia, foi possível desfrutar de excelentes momentos atrás das trutas na companhia de grandes amigos. As hostilidades do meu lado abriram no dia 1 de Março no Rio Mouro em companhia do grande Torres, numa jornada memorável que acabou por dar o tom para uma grande temporada.

Durante o ano que agora termina, conseguimos celebrar o nosso 4º Convívio Nacional de Pescadores de trutas em parceria com o Trutas e Serras e o Ninja Matrix, que se pautou por um enorme sucesso em termos de convivência e troca de experiências. O local escolhido desta vez foi a Guarda, onde aproveitamos as excelentes condições da Barragem do Caldeirão para passarmos alguns momentos de primeira qualidade com os nossos amigos pescadores.

Numa base mais prática, tivemos a oportunidade de desfrutar de inúmeras jornadas de pesca na zona Norte e Centro do País, a solo ou com companhia, mas sempre ao spinning com iscos artificiais e em plena simbiose com o entorno natural. Desde Pisões, passando pelo Zêzere, Mouro ou Neiva, estivemos com o Torres, Mota, Ricardo, Tiago, Ivo, Miguel, entre outros para desfrutar de excelentes experiências de pesca. A destacar os excelentes caudais, e a boa presença de exemplares em algumas massas de água que levaram a que as capturas fossem de bom nível, algumas mesmo troféus de primeira categoria … especialmente na zona da Covilhã.

Do lado negativo, a destacar o aumento e manutenção de várias situações de poluição nalgumas massas de água. Penso que muito há ainda por fazer na área ambiental, tivéssemos nós gente competente e comprometida com outros valores, que não apenas sacar dinheiro dos contribuintes com fiscalidade verde e outros argumentos pouco credíveis. O que é verdadeiramente importante é promover um controlo mais apertado das ETAR’s e a uma fiscalização mais intensiva dos despejos ocasionais ou continuados de detritos nas massas de água. A acção das autoridades tem que ser mais contundente e deve ser apoiada por uma justiça célere.

Pela frente, vamos ter a temporada de 2015, que pelo andar da carruagem meteorológica ainda apresenta bastantes incertezas. Depois de chuvadas fortes no pico do Outono, entramos agora num período de alguma acalmia à entrada no Inverno. Efectivamente, os próximos dois meses, Janeiro e Fevereiro, serão cruciais para definir o sucesso da desova das trutas e consequentemente a próxima temporada de pesca.

Enfim, o importante é que as memórias de 2014 já estão do lado de cá e espera-nos um ano de 2015 por desbravar. Da nossa parte, só nos resta desejar um Santo Natal para todos e um excelente Ano Novo que lhes permita concretizar todos os vossos desejos … 🙂

Um abraço,

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.