Condições de caudal – Rio Vez

Condições de caudal – Rio Vez

No final de Dezembro passei pelo Rio Vez no seu troço superior e tive a oportunidade de verificar as condições do seu caudal. Atendendo à frequência de pluviosidade das últimas semanas e à estação que atravessamos, verifiquei que o rio apresentava condições normais, ligeiramente inferiores à média, em termos de correntes e caudal. A situação de alguma falta de água era claramente notória nos lotes mais a montante da zona de pesca reservada, enquanto que mais para a jusante, a situação encontrava-se mais normalizada.

As fotos que acompanham este post foram tiradas na ponte romana que delimita o início da zona de pesca reservada e ilustram que os açudes encontram-se relativamente cheios. As quedas de água e as correntes apresentavam uma vivacidade normal.

Em termos das condições da água, verificava-se que a mesma encontrava-se relativamente limpa, apesar da temperatura ser bastante fria, mesmo depois de um dia todo com o sol a bater na água. Conseguia-se ver o fundo sem qualquer dificuldade, mesmo de cima da ponte. O que não se conseguia vislumbrar era qualquer sinal de peixe, sintoma de que estarão reunidos em zonas mais profundas e quentes, no caso de barbos e escalos, ou nas correntes mais vivas e afluentes, no caso das trutas.

Rio Vez Dezembro 2014 - 2

Em termos de sinalização, também tive oportunidade de verificar “in loco” que a promessa do ICNF se cumpriu, ou seja, meteram placas novas para sinalizar a zona de pesca reservada e os respectivos lotes. Não sei se a vida destas placas ao longo da margem do rio vai ser longa, no entanto denoto com agrado que pelo menos se deram ao trabalho de as colocar. Já não é nada mau, pois ainda me lembro de pescar nesta zona de pesca no ano passado, e não ter a mínima ideia de ver qualquer placa ou de saber onde começavam ou terminavam os lotes.

No global, pareceu-me que o rio Vez apresenta condições normais para a época do ano que atravessamos. A falta de água de Dezembro já se faz sentir, mas ainda não é um problema preocupante. O nível de poluição é reduzido, pelo menos para montante dos Arcos de Valdevez, e tudo parece indiciar que as condições são óptimas para a desova das trutas. Este ano conto passar uma ou duas vezes pelo Rio Vez para dar uma voltita às trutas. O ano passado não frequentei muito este rio, mas este ano queria ver se dava por lá uma volta.

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.