Repovoamento de trutas no Rio Vizela

Repovoamento de trutas no Rio Vizela


Mais uma vez, e à semelhança de algo que já feito em anos anteriores, o rio Vizela foi alvo de um repovoamento de trutas. O repovoamento foi realizado na semana passada, mais propriamente na sexta-feira, junto ao Parque das Termas. A acção de repovoamento foi realizada pelo Clube Turístico e Desportivo de Vizela e visa repor a densidade piscícola neste troço em concreto do rio Vizela.

Para mais informações podem consultar o site abaixo da radio Vizela onde a notícia foi anunciada:


Sabendo dos problemas de poluição que o rio Vizela tem sido alvo no passado, penso que este tipo de medidas são claramente bemvindas para tentar repor um património piscícola que tem sido bastante fustigado. Sei que há muitas vantagens e desvantagens nas acções de repovoamento, mas para rios em forte regressão da população de trutas provocada pela poluição ou por outros factores externos, a solução muitas vezes passa pelo repovoamento maciço, especialmente nos troços onde os problemas são dramáticos. Acredito mesmo que nas zonas mais poluídas, a população de trutas esteja completamente extinta e portanto só mesmo com repovoamento é que se pode pensar em conseguir introduzir esta espécie novamente. Convinha que todos os repovoamentos fossem feitos com exemplares provenientes da mesma massa de água, mas neste últimos casos, pode ser aceitável introduzir estirpes de trutas provenientes de outros locais.

Truta Repovoamento Couto Alfusqueiro

Agora, não podemos é pensar que o repovoamento serve para tudo. Especialmente em zonas com populações indígenas saudáveis, mas difíceis de capturar, a realização de repovoamentos com trutas de viveiro impregnadas por códigos genéticos diferentes apenas para realizar convívios de pesca é um crime ambiental e deve ser tratado como tal pela lei. Sei que este tipo de acções não são a maioria dos casos, mas existem algumas situações deste tipo que há que erradicar.

Como em tudo na vida, o repovoamento é uma ferramenta cuja eficácia depende de quem a utiliza. Se bem utilizada, pode ser uma mais-valia na gestão piscícola de um rio. Se mal utilizada, pode levar à destruição de toda uma população de trutas indígenas num determinado troço. Para isto, basta apenas realizar um repovoamento com trutas doentes.

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.