Carreto Daiwa Exceler

Carreto Daiwa Exceler

Recentemente, resolvi investir num conjunto para pesca ao spinning mais pesada, sobretudo em massas de água de maior dimensão, como por exemplo, o Minho, o Lima, o Cávado ou as barragens. Apesar de já estar relativamente bem servido com o material que possuía, a verdade é que a performance em termos de lançamentos e trabalho das trutas depois de cravadas, era sempre um pouco diminuída pela dimensão da cana e carreto. Portanto, houve necessidade de investir.

Dentre as várias opções observadas em termos de carreto de spinning, e considerando uma cana de 2,7 metros, resolvi optar pelo Daiwa Exceler 3000HA. Apesar de já ter tido boas e más experiências com os carretos da Daiwa, achei que valia a pena arriscar com este modelo. O Exceler é um modelo de gama média da Daiwa e procura conjugar uma boa performance com alguns toques de qualidade. Não é um carreto de topo e como tal, não vale a pena esperar grandes performances ou longevidades acima da média.

Carreto de spinning Daiwa Exceler

Atendendo aos 70 euros a que vem marcado, acho que é um carreto bastante razoável e que tem características para proporcionar boas sessões de pesca ao spinning sem problemas durante vários anos. Ao nível das características, este carreto possui quatro rolamentos que lhe proporcionam uma acção bastante suave. Aliás, nas várias sessões de pesca já realizadas, fiquei bastante bem surpreendido pelo movimento de rotação do carreto que pode ser accionado com um mínimo de esforço. Ao nível do rácio de desmultiplicação, este carreto apresenta um rácio de 5,6 para 1, o que significa uma alta capacidade de recuperação de cerca de 95 centímetros por cada cada volta da manivela. Efectivamente, este é um aspecto interessante do carreto, pois aplicando bastante rotação no mesmo, ele consegue pôr a colher a saltar fora de água. Assim, e para assegurar funcionamentos normais da amostra, bastam rotações de manivela relativamente reduzidas.

Ao nível do peso, este carreto tem 305 gramas para um modelo 3000, o que está dentro das expectativas, permitindo um fácil equilíbrio do mesmo numa cana relativamente leve de 2,1 a 3 metros. O peso baixo é assegurado pela leveza e qualidade dos materiais utilizados na construção desta máquina. Por sua vez, a capacidade da bobina é bastante razoável, alojando 220 metros de 0,28 e tendo altura suficiente para potenciar bons lançamentos. O carreto também dispõe de uma bobina adicional para equipar com linhas diferentes.

Finalmente, a guia do carreto tem uma capacidade de resistência de 6 kg, que apesar de não ser a mais elevada do mercado, permite capturas de peixe com peso mais elevado, desde que compensadas por uma ponta de cana mais flexível e linhas de pesca mais elásticas. No entanto, e atendendo ao facto de estarmos a pescar em águas doces nacionais onde o peixe raramente pesa mais de 10 kilos, penso que isto não é um factor muito relevante.

Caracteristicas técnicas carreto de spinning Daiwa Exceler

Ao nível da performance, e depois de ter pescado já vários dias com este carreto, a minha opinião é satisfatória. Não estou completamente deslumbrado por esta máquina, mas também não me parece tão má como o último Daiwa que comprei e que foi trocado passado 7 meses.

Do lado negativo, destaco um ou outro eventual problema no enrolamento da linha após os lançamentos. Já encontrei algumas vezes a linha enrolada no eixo central, o que me obriga a tirar a bobina para a desenrodilhar e estraga claramente a linha. Também noto algum ruído em níveis de esforço de spinning mais prolongado. Não sei se se trata do rolamento da guia do carreto com água ou de outro tipo de situação. Adicionalmente, também sinto alguma oscilação no eixo central em determinadas situações de recuperação, especialmente quando a cana não está a amortecer a entrada da linha no carreto, ou seja, quando há contacto directo entre a amostra e o carreto. Penso que seja alguma folga, mas não tenho a certeza.

Em termos de aspectos positivos, aprecio imenso a velocidade e a suavidade de recuperação, que permitem uma pesca mais tranquila e com menor esforço. A suavidade de funcionamento do carreto é impressionante e ajuda bastante em sessões de spinning de várias horas seguidas. A este aspecto também se junta a eficácia ao nível dos lançamentos. Mesmo com menos 75 metros de fio no carreto, a performance em termos de lançamentos máximos mantém-se inalterada e penso que isso se deve a uma boa eficiência na construção da bobine, permitindo assim uma melhor utilização do fio e evitando que ele seja trocado cedo demais.

Quanto ao travão do carreto, e depois de já o ter experimentado com vários peixes de boa dimensão, posso testemunhar que o seu funcionamento é irrepreensível, possuindo um ajustamento bastante preciso. Claramente uma peça importante para assegurar uma boa captura.

No global, considero que este carreto é uma opção razoável para ter uma boa performance em vários aspectos que considero relevantes. Claramente que não é um carreto de topo e como tal apresenta algumas deficiências que têm que ser assimiladas por quem o decidir comprar. Não sei se vão tornar mais graves, impedindo uma utilização agradável, mas a garantia é de 2 anos, e como foi comprado no Cerdeira, ele vai ter que a esticar …

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.