Zona de ervas altas no Coura …

Zona de ervas altas no Coura …


Com a força do calor de Junho, a tendência é para termos simultaneamente uma combinação de trutas mais activas, mais insectos e alimentação dentro e fora de água, e caudais muito mais baixos. Adicionalmente, temos já mais de 3 meses de temporada passados, o que significa que as trutas já viram praticamente de tudo a passar-lhe pela frente. Portanto, temos um óptimo cenário para desfrutar de jornadas de pesca em que visualizamos muitas trutas, mas não se conseguem grandes capturas, sobretudo em termos de qualidade, o que não quer dizer que não se consigam bons números, especialmente de trutas pequenas.

Assim, e consciente desta realidade, resolvi atacar um daqueles locais que guardo sempre para esta altura; o Rio Coura num troço perto do Sopo, onde predominam as algas. É uma zona com muita alimentação dentro e fora de água, e onde me dá prazer ver as trutas a saírem disparadas do meio das ervas e a correrem atrás da amostra como doidas.

Cheguei ao local por voltas 16 horas da tarde e com vontade apenas de fazer uma breve pescaria de pouco mais de uma hora. Peguei na cana de 1,8 metros e equipei-a com material de light spinning; linha 0,12 e Mepps Aglia nº1 de cor cobre com pintas vermelhas.

Os primeiros lançamentos surgiram numa zona cheia de algas com muitas delas a chegar à superfície. O problema nestas zonas é tentar acertar o lançamento numa zona desimpedida de vegetação e depois escolher uma linha de recuperação que não coincida com afloramentos à superfície.

Logo no primeiro lançamento, vi duas trutas a arrancar como foguetes do meio das ervas e a colarem-se à amostra, para de repente dispersarem. Lá estavam elas no meio das ervas!!

Insisti várias vezes no mesmo sítio, e elas mantiveram sempre a distância de segurança. Já sem grande esperança, lanço para jusante e a amostra cai junto a um ramo dentro de água. Começo a recuperar e mal a amostra entra a rodar, sai uma truta do meio da erva e crava-se sozinha. Era uma pequena truta, mas dava uma luta espectacular. Lá a segurei como pude e depois de a desviar das algas, consegui-a colocar ao meu alcance. Uma linda truta de 15 centímetros do Coura, muito bem alimentada.

Truta 15 cm Rio Coura zona de ervas Junho 2015

Depois de a ter libertado, avancei para montante e procurei um novo local para mais uns lançamentos. Em cada zona com uma corrente mais profunda ou um pequeno poço não faltavam trutas em actividade e com vontade de se atirarem à amostra. Muitas delas mantinham a distância de segurança, mas havia uma ou outra que mordiscava a colher. Ainda tive mais duas ou três cravadas, mas deixei-as fugir sem grande problema, porque eram pequenas.

Enfim, mais que as capturas, a incursão valeu pelo desafio da pescaria e pela emoção de ver as trutas a brincar com a amostra. Em cada lançamento, havia sempre alguma que mexia!!

No global, fiquei satisfeito com a densidade de trutas que vi naquele local e que se mantém em níveis idênticos ao de anos anteriores. Não vi trutas com boas dimensões, mas também o dia não estava para isso e o caudal não era o ideal, no entanto, fiquei bastante bem surpreendido pela densidade de trutas pequenas que são uma boa garantia para o futuro.

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.