Posturas do salmão e truta marisca no Minho

Posturas do salmão e truta marisca no Minho




Por ser este um assunto que interessa bastante aos pescadores desportivos que exercem a sua actividade no Rio Minho, achamos por bem divulgar os conteúdos do estudo abaixo que incide sobre o salmão e a truta marisca. Este estudo faz uma caracterização bastante pormenorizada dos locais de postura destas espécies, bem como do seu comportamento no Rio Minho e respectivos afluentes. Mais do que uma ferramenta para direccionar o nosso esforço de pesca, deve ser um referencial de alerta para os principais problemas que afectam a desova e conservação destas espécies, nomeadamente a poluição, a barragem da Frieira sem escada de peixe, o efeito do controlo de caudais pelas barragens e o furtivismo.

grande truta do rio Minho

Para uma leitura mais atenta deste documento podem clickar no link abaixo:

Posturas de salmões e trutas mariscas no Minho

Como podem verificar, este é apenas um resumo de um estudo bastante mais aprofundado e que é pioneiro no nosso país em termos de preservação das populações de trutas mariscas e salmões. Pena é que muito pouco do que aqui foi feito tenha sido aproveitado pelas entidades responsáveis para realizarem uma gestão mais conscienciosa dos recursos do Rio Minho, especialmente no que diz respeito à conservação destas duas espécies simbólicas e de grande valor acrescentado. Especialmente no ano corrente, notou-se uma forte diminuição das densidades destas espécies associada a uma aumento da poluição observada no Minho. Quanto ao ritmo de descargas das barragens e à necessidade de construir escadas de peixe, continua tudo na mesma.

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.