Nordeste Transmontano – preservação fluvial

Nordeste Transmontano – preservação fluvial


Na sequência da comemoração de mais um aniversário do Parque Nacional de Montesinho, que foi aqui apresentada, surgiu a notícia de que existe um projecto entre o ICNF e o Instituto Politécnico de Bragança para preservar muitas das espécies fluviais que habitam nos rios transmontanos. O projecto chamado de SOS visa garantir que a construção de barragens em curso no Tua e no Sabor não levam à diminuição do património genético dos principais cursos de água deste distrito.

Para mais sobre este projecto, podem consultar notícia abaixo:


Quanto à truta, apesar de não ser uma das espécies principais visadas por este projecto, continua a dominar a maioria das iniciativas de protecção fluvial realizadas neste distrito, sendo o viveiro de Castrelos um excelente local para promover um primeiro contacto de muita gente com esta bela espécie. De qualquer forma, e apesar de este projecto não visar a truta directamente, acaba por a beneficiar de forma indirecta pois as espécies alvo desta acção (bordalo, panjorca e mexilhão) são aquelas que servem de alimento a esta espécie e ajudam também a purificar a água na qual ela vive, e nós sabemos que as trutas são muito exigentes relativamente à qualidade da água.

Truta zebrada 25cm Tuela

Espero que esta iniciativa comece a dar frutos concretos e que rapidamente se consigam ver melhorias significativas nos rios de Bragança e Montesinho. A ver se para o ano lá consigo ir dar uma volta, pois deixei lá duas a três trutas kileiras a engordar num sítio bastante difícil. Está na altura de lhes fazer uma visita 🙂

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.