Edital de pesca no Rio Minho – 2017

Edital de pesca no Rio Minho – 2017




Meus caros,

Como é costume, já está disponível o edital que vai regulamentar a pesca desportiva no Rio Minho na próxima temporada de 2017. Tivemos oportunidade de aceder e analisar este documento, e como sempre registamos algumas alterações que são de interesse para os pescadores desportivos.

Desde logo, uma medida introduzida foi a proibição da pesca desportiva com amostras e rapalas no período entre 1 de Agosto de 2016 e 18 de Março de 2017. Uma medida que na nossa opinião é bastante acertada e que visa acabar com uma forte actividade furtiva na pesca da truta e do salmão fora do período hábil que era justificada legalmente pelo facto de se poderem utilizar estes iscos na pesca de espécies como o robalo ou o achigã, cuja pesca é permitida durante todo o ano.

Truta 22 cm Rio Minho 31 Julho 2014

Uma outra medida foi a alteração do início da pesca à truta e ao salmão. Depois de várias experiências, e de ser tentado o dia 1 de Abril em 2016, agora a data proposta é o dia 19 de Março, sendo também a data que se aplica na pesca profissional. Claramente, uma medida que nos parece acertada, evitando disputas entre profissionais e desportivos (quando as datas eram diferentes), e não fazendo coincidir a abertura do Minho com outras aberturas com bastante tradição, como por exemplo as barragens do Gerês, que ocorre a 1 de Abril.

Em termos mais específicos, também é de destacar que a pesca ao salmão vai-se estender agora até 30 de Junho, acompanhando na íntegra o período de pesca ao sável e à savelha, que também vai de 19 de Março a 30 de Junho. Quanto a tamanhos mínimos para as capturas, nada a salientar, a não ser que a truta comum se mantém nos 19 centímetros de 2016, após ter tido um ano em que subiu aos 30. Penso que os 30 era claramente a medida mais acertada!!

Nos restantes aspectos, não registamos alterações significativas, mas para quem quiser realizar uma leitura mais atenta, segue abaixo uma cópia do edital que devem ler com cuidado (e mesmo imprimir para mostrar às autoridades) se quiserem pescar no Minho em 2017:


Uma última nota vai para o processo de licenciamento. Não se esqueçam que a licença do ICNF apenas é válida para a pesca da margem no Rio Minho. Se quiserem pescar no Âncora até à ponte do caminho de ferro ou no Coura até à ponte de Vilar de Mouros, a licença do ICNF não serve e vão ter que tirar obrigatoriamente uma licença da DGRM. Reforço este aspecto, porque conheço algumas pessoas que continuam a cair no erro de pescar no Coura na zona em causa, usando apenas a licença do ICNF.

Esperemos que o próximo ano possa proporcionar uma boa temporada de pesca à truta e ao salmão. Depois de algumas temporadas decepcionantes, especialmente para quem pesca da margem, era interessante poder desfrutar de bons momentos que nos façam pensar que vale a pena acordar cedo e pegar no carro para ir até ao Minho ….

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.