Rio Trovela – condições Novembro 2016

Rio Trovela – condições Novembro 2016


Com cada visita do nosso amigo Torres a Portugal, há sempre um conjunto de locais que são objecto de passagem obrigatória, quer seja temporada de pesca ou não. O vício da pesca à truta é tão grande que não há nada como um pequeno passeio junto à margem do rio para tentar acalmar os nervos. Entretanto, e enquanto se vai pensando nas trutas que fugiram e naquelas que para o ano vão brincar com as nossas amostras, há sempre tempo para tentar procurar algumas pistas sobre o actual momento de desova das nossas trutas.

Neste caso concreto, a visita do Torres levou-o às margens do Rio Trovela e resolveu enviar-nos umas fotos para comprovarmos quais as condições actuais deste curso de água. Como podem ver, o rio apresenta um caudal relativamente reduzido para a época do ano. Efectivamente existem algumas correntes com alguma vivacidade, mas as chuvas ocorridas até este momento não parecem ser suficientes para assegurar caudais médios a elevados. Um facto que pode ser contraproducente com a temporada de desova da truta aí à porta.

rio-trovela-acude-novembro-2016

rio-trovela-novembro-2016

O que nos parece bastante interessante, é o elevado grau de limpidez da água. Efectivamente, com pouco caudal é notória a enorme transparência da água que nos faz crer que a qualidade da mesma é elevada. Através das fotos não se consegue ver nenhuma truta, mas acreditamos que não devem faltar exemplares, sobretudo de pequeno tamanho, nas correntes e poços com maior profundidade.

Enfim, e sem muito mais para juntar a esta análise, só resta mesmo agradecer ao Torres pelas imagens e ir acompanhando o desenrolar da desova das trutas, bem como a evolução da pluviosidade até Fevereiro do próximo ano. Este ano ainda consegui fazer uma pescaria decente na zona livre do Trovela e para o ano gostaria de lá passar, mais que não seja para controlar a evolução da densidade de trutas!!

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.