Condições – Ribeira de São João de Agra

Condições – Ribeira de São João de Agra




No dia da abertura da pesca à truta, tive a oportunidade de passar pela Ribeira de São João de Agra e este foi o panorama com que me deparei. Apesar de estar a chover ligeiramente, a ribeira apresentava boas condições para a pesca ao spinning ou à minhoca.

As correntes eram moderadas e era possível trabalhar relativamente bem os iscos na zonas com maior profundidade. Existiam mesmo algumas zonas com águas paradas que permitiam recuperações lentas. Quanto à temperatura da água, a mesma pareceu-nos estar dentro de parâmetros normais, com uma ligeira tendência para valores superiores à média daquilo que seria normal para esta época do ano.

Não vimos qualquer truta em actividade, nem dentro, nem fora de água, mas o aspecto límpido das águas e a sua elevada oxigenação eram bons presságios para a presença de alguns exemplares nas zonas mais profundas. No entanto, pareceu-nos estranho o facto de não existir nenhum carro parado nesta zona. A chuva certamente que não facilitava a pesca naquele local, mas a paisagem completamente despida pelos recentes incêndios também não auguravam nada de bom. Com a dimensão de área queimada que observei, não devem ter faltado cinzas e produtos químicos a serem arrastados para os cursos de água e a causarem mortandade …

Efectivamente, ainda me desloquei a um poço numa zona onde costumam estar sempre algumas boas trutas e em densidade razoável, e nada vi. Pareceu-me uma situação estranha, que no entanto, pode ter sido apenas uma má escolha. As trutas até podiam estar pouco activas e coladas ao chão …

Enfim, para primeira impressão, não fiquei muito animado sobre a situação desta ribeira, mas quero ver se passo por lá mais para a frente na temporada para testar as águas e ver o que efectivamente se passa. Seria muito mau que este curso de água tivesse sido dizimado pelos incêndios …

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.