Um bom exemplar do Coura …

Um bom exemplar do Coura …


Numa recente deslocação ao Coura, resolvi fixar a minha atenção num troço de rio onde eu sei que se costumam encontrar bons exemplares. A ideia era pescar essa zona logo de manhã cedo, mas não tinha muita certeza sobre as condições que iria encontrar, especialmente devido á falta de água, que começa a ser um problema bastante significativo a vários níveis. Assim, arranquei cedo do Porto e cheguei ao local de destino eram 7h30 da manhã. Felizmente, consegui apanhar esta zona sem nenhum pescador e comecei logo a preparar o material; cana de 1,8 metros, linha 0,18 e Black Minnow de 7 centímetros.

Tudo bem preparado, e quando cheguei ao local verifico que a água está muito parada e com enorme concentração de detritos à superfície, sobretudo folhagem, deixando muito pouco espaço aberto para lançar e para recuperar devidamente, sem deixar rasto à superfície. Resolvi disparar os primeiros lançamentos. Em cada 5 tentativas, havia uma em que a linha ou a amostra tocava nos detritos e dava a entender que algo não estaria bem. Parecia-me claramente um cenário muito pouco promissor.

Durante cerca de meia hora, fui fazendo o que pude para tentar capturar alguma truta mais desprevenida, mas as condições eram difíceis, obrigando-me a limpezas continuadas da amostra. Mesmo assim, fui insistindo e cheguei a uma zona bastante fechada por entre duas árvores. Lançamento por uma abertura, a amostra cai e começo a recuperar de forma lenta. A amostra evolui e quando chega perto de uma zona mais fechada sinto uma prisão na linha, muito momentânea. Imediatamente pensei em peixe, mas como não vi nada a brilhar dentro de água, desviei rapidamente o meu pensamento para a possibilidade de ter sido um ramo ou qualquer outro obstáculo. Por descargo de consciência, resolvi insistir e voltei a repetir o lançamento. Mesma forma de trabalhar a amostra e quando ela passa pelo mesmo local, sinto novamente a prisão, mas desta vez cravo com força e vejo algo branco dentro de água. Já tinha truta a arrancar!!

Atendendo ao aperto da zona, apliquei força máxima para tentar controlar o peixe desde o primeiro arranque. Ela bem tentou meter-se para o fundo e enrolar a linha no meio dos ramos, mas eu fui contrariando essa intenção. Durante dois minutos, tentei encontrar uma forma de trazer a truta até à minha margem, já que ela estava bastante empenhada em arrancar para o fundo. Começando a sentir a primeira fraqueza do outro lado da linha, saquei o camaroeiro e tentei encostá-la o máximo possível. À quinta passagem, consegui colocá-la lá dentro em segurança. Uma linda truta do Coura com 42 centímetros!!

Uma captura que me soube bastante bem, especialmente porque as minhas expectativas eram bastante baixas, atendendo à falta de qualidade da água para se pescar devidamente. Um autêntico achado!!

Posteriormente, ainda fiz um pouco do troço, mas as condições ainda se tornaram mais difíceis, com a linha a tocar em tudo e mais alguma coisa durante as recuperações. Tive que abandonar e resolver escolher um outro local do Coura para continuar com a faina. Deste episódio, fica mesmo só a eficácia do Black Minnow em condições difíceis. Uma linda truta … e a vontade de possivelmente voltar a visitar este local, mas desde que a água surja em força e altere as condições …

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.