Primeira ida aos luciopercas em Pisões

Primeira ida aos luciopercas em Pisões




Com boas noticias a chegarem de Pisões sobre uma espécie que estaria em alta, resolvemos pegar no material e investigar. Eu, o Bruno e o Ivo decidimos realizar uma expedição à barragem de Pisões, tendo como objectivo principal o lucioperca, e não as trutas. Relatos de algumas boas pescarias em termos de quantidade e qualidade eram claramente um bom aliciante, até porque uma delas tinha sido protagonizada recentemente pelo Bruno Ferreira, portanto não havia razões para duvidar.

Com o destino bem traçado, chegamos à barragem de Pisões eram 7h00 da manhã. Material de heavy spinning preparado e aposta clara nos Black Minnow. Gente não faltava, e sobretudo junto da saída da conduta de Sezelhe, era bastante clara a elevada concentração de canas, fazendo duvidar sobre a possibilidade de lançar ou mesmo pescar naquele local. Os primeiros luciopercas já se faziam notar dentro dos camaroeiros dos pescadores mais madrugadores. Um bom presságio!!

Com calma, distancia-mo-nos um pouco da congregação e resolvemos atacar numa baía onde existia alguma reminiscência do efeito de corrente da conduta. Eu, ainda me atrasei um pouco, mas o Bruno e o Ivo foram direitos ao local e o que se seguiu foi verdadeiramente impressionante. Com a prática da última semana, e apostando numa recuperação super lenta do Black Minnow, o Bruno fez imediatamente um desbaste impressionante na população de luciopercas. Em pouco menos de 30 minutos, tirou cerca de 10 luciopercas com kilo ou mais e nós nem cheiro. Apenas alguns toques do meu lado e uma cravadela no Ivo que rompeu a linha, e me pareceu truta! Chegou a um ponto em que eu e o Ivo já duvidávamos das nossas capacidades piscatórias!!

Bem, lá fomos observando o Bruno, de forma a tentar aprender alguma coisa. O processo foi bastante demorado … Só passado uma hora é que consegui fazer alguma coisa, tirando o meu primeiro lucioperca decente. O peixe atacou na descida do Minnow após o lançamento. Foi só levantar a cana e arrastar um lucioperca de 62 centímetros até à margem. Um belo exemplar!!

Depois desta captura, a chuva começou a fazer-se sentir e as condições tornaram-se um pouco mais difíceis. Os bichos grandes pararam de morder e nós começamos a ir à procura de outros locais para tentarmos a nossa sorte. Fomos aos ribeiros em frente ao viveiro, onde apenas se conseguiu um pequeno lucioperca e depois avançamos para a margem oposta, onde o Bruno tirou outro bom exemplar para juntar a sua conta de mais de 10 kilos (nem pesámos!!)

Enfim, lá pelas 17 horas e já fartos de ver o Bruno tirar peixe, resolvemos que estava na altura de dar por terminada a nossa expedição. Mesmo sem termos muitas capturas (eu e o Ivo), gostámos de ver tirar peixe e sobretudo de observar quem sabe. Da próxima vez, o Bruno já iria ter concorrência à altura!!

No global, ficamos surpreendidos com a boa quantidade e qualidade de luciopercas em Pisões. Para as trutas, isto não são boas notícias, mas para os pescadores de predadores é sempre um regalo, poder ter um dia com acção contínua e boa disposição. Vale claramente ir a Pisões só para pescar a esta espécie …

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.