Rescaldo do TFC – 2017

Rescaldo do TFC – 2017

Antes de mais, um Bom Ano de 2018 para todos!!

Para mim, ainda continua a ser um bom ano, pois ainda não paguei os 20 paus da ordem para tirar a licença nacional de pesca desportiva!! Acredito que alguns já o fizeram e alguns devem ter passado o ano junto à caixa de multibanco para ver se conseguiam ficar com a licença nº 01 do ano 🙂 🙂 Foi este ano, Torres??!!

Sei muito bem que este post já devia estar publicado, mas afazeres familiares e outros do final/início do ano, estragaram o esquema e só agora é que possível por tudo em pratos limpos!! Vamos então à reportagem do TFC!!

Tal como planeado, juntou-se parte da equipa na Makro de Braga e depois fomos trilhando caminho até ao café do Sudro, onde parte do grupo já estava à espera e já tinha realizado os devidos estragos na encomenda de panikes feita pelo Torres. Aproveitando a deixa, também nós atacamos os panikes e começamos logo a planear a estratégia para a pescaria que se iria seguir nos Pisões. O tempo estava de chuva, mas a precipitação não se fazia notar. O que incomodava mais, era sobretudo o vento forte a moderado que soprava, aumentando claramente a sensação de frio, nomeadamente no planalto onde se encontra a barragem dos Pisões.

Eram 9h00 quando começamos a pescar, ou mais propriamente a coar água. Desde colheres a rapalas, passando por black minnows, tudo foi lançado à água, mas só houve resposta de uma pequena truta arco-íris ao nosso amigo Cândido!!

Isto apesar de alguns de nós terem corrido quilómetros na tentativa de apanhar os peixes pelo cansaço 🙂 ou quiçás de os atordoar com o novo look!!

Depois da pesca terminada por falta de peixe e sobretudo pelo aumento de velocidade do vento, que trazia muito ar frio, decidimos entrar no Restaurante Dias pelas 13h00. Como era de esperar, abriram-se as hostilidades com uns aperitivos de primeira a que se seguiu uma carniça de grande qualidade. Foi sempre a dar-lhe até perto das 16 horas!! Comida, bebida e sobretudo muita boa disposição!!

Já com os estômagos cheios, resolvemos passar à parte dos discursos e sobretudo à distribuição dos prémios: 3 excelente coletes de pesca patrocinados pela Pescávado. Devido à falta de peixe, resolvemos sortear os coletes e os contemplados rapidamente apareceram, com dois dos coletes a serem entregues à equipa da Fiish, onde estava o Benjamim do grupo!

No final, ainda ficou um grupo de resistentes descontentes que quiseram a todo o custo tirar umas trutas. Como devem imaginar, a festa prosseguiu noutro local, mas mais sobre isso num outro post!!

Quanto ao evento em si, não há mais a dizer!! Foi mais um grande TFC que trouxe calor aos nossos corações de pescadores, num momento onde se vive uma total incerteza na pesca desportiva em águas interiores em Portugal. Efectivamente, se não fosse este companheirismo e esta saudável maneira de estar, já há muito que uma grande parte de nós tinha abandonado estas lides. Claramente, são momentos como o TFC que nos fazem voltar às margens dos rios e barragens, ano após ano. E para 2018, já temos nova marcação … e já reservei o dia!!

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.