Edital de pesca no Rio Minho – 2019

Edital de pesca no Rio Minho – 2019

Meus caros,

Como é costume por esta altura, já está disponível o edital que vai regulamentar a pesca desportiva no Rio Minho durante a temporada de 2019.

Em 2019, as hostilidades ao salmão, truta e sável abrem a 18 de Março, tanto para a pesca desportiva como profissional. Relativamente ao fecho, dia 29 de Junho para salmão e sável, e 30 de Julho para as diferentes espécies de truta.

No global, o edital para 2019 não apresenta grandes diferenças relativamente aquele que vigorou para 2018, especialmente no que diz respeito à pesca desportiva. Sintoma de que provavelmente não há muito mais a fazer do ponto de vista legal, e portanto só falta mesmo a acção no terreno para assegurar que a lei se cumpra, já que são vários os episódios de capturas realizadas pelos furtivos durante a época de defeso … O ano passado não faltaram relatos de salmões capturados durante a época de defeso e de gente a pescar à colher rotativa nas melhores posturas de salmão e provavelmente este ano, as coisas não serão muito diferentes (infelizmente))!!!

Truta 22 cm Rio Minho 31 Julho 2014

Quanto a proibições, convém não esquecer que a pesca do escalo continua completamente proibida e ao nível dos tamanhos mínimos para retenção não houve qualquer alteração digna de nota.

Quem quiser realizar uma leitura mais atenta, segue abaixo uma cópia do edital que devem ler com cuidado (e mesmo imprimir para mostrar às autoridades) se quiserem pescar no Minho em 2019:


Se tiverem dificuldade em aceder à janela acima, podem sempre clickar no link abaixo:

Edital de pesca no Rio Minho – 2019

Uma última nota vai para o processo de licenciamento. Não se esqueçam que a licença do ICNF apenas é válida para a pesca da margem no Rio Minho. Se quiserem pescar no Âncora até à ponte do caminho de ferro ou no Coura até à ponte de Vilar de Mouros, a licença do ICNF não serve e vão ter que tirar obrigatoriamente uma licença da DGRM. Reforço este aspecto, porque conheço algumas pessoas que continuam a cair no erro de pescar no Coura na zona em causa, usando apenas a licença do ICNF.

Espero que a próxima época se traduza numa melhoria significativa da densidade e qualidade de peixe no rio Minho. Efectivamente, este ano nem sequer visitei o Minho, porque as informações que me foram chegando não eram nada animadoras. Numa primeira fase, rio muito cheio e pesca de margem muito difícil. Só o pessoal dos barcos é que se ia safando. E já mais para a frente, os relatos de capturas foram rareando e portanto nem sequer ponderei gastar dinheiro na deslocação para andar a coar água, já que haviam sítios com maior potencial. Enquanto não existir uma fiscalização conveniente e uma imposição de limites de quantidade em termos de capturas, sobretudo ao nível dos barcos, vai ser muito difícil pensar em realizar boas pescarias desde a margem, especialmente até à zona de Monção.

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.