Rio Côa – Março 2019

Rio Côa – Março 2019


Há alguns dias atrás, tive a oportunidade de realizar uma visita rápida ao rio Côa para verificar como andavam as condições para a pesca às trutas. Infelizmente, não acordei cedo o suficiente e quando cheguei a um dos meus locais de eleição já lá tinha alguém a limpar o lugar. Mesmo assim, resolvi ir a um ou dois cantos que normalmente só eu visito, mas sem grande sorte.

O dia estava frio e o rio apresentava um caudal baixo para a época do ano. Resultado da falta de chuva, mas também de algum controlo realizado pela barragem do Sabugal. Ao mesmo tempo, via-se muita espuma branca a juntar-se em zonas de corrente com algas e fiquei sem saber muito bem se estaria perante poluição ou outro tipo de factor, mas não fiquei nada agradado e comecei a fazer contas à vida.

Assim, e no regresso de uma primeira investida à colher, consegui falar com dois pescadores da terra que me traçaram um quadro negro. Três capturas apenas em cerca de um mês, com uma a pesar dois kilos e 700, e outra perto do kilo e 500 gramas. De resto mais nada. Nem trutas pequenas. Coar água seguido!!

Enfim, depois de ouvir isto e de termos trocado algumas impressões sobre a alteração de caudais durante o Inverno, fiquei convencido de que não valia a pena perder tempo e avancei para a zona mais a montante, onde eu já não ia há mais de 4 ou 5 anos (Quadrazais). Ali, deparei-me com água muito mais limpa e com os fundões e correntes do costume.

Trutas é que nem vê-las. Apostei sobretudo no minnow, para marcar a diferença, mas nem sinal de peixe, numa das zonas que é das mais batidas neste rio. Para tirar trutas nesta zona, só mesmo em dia de chuva é que elas perdem o medo e se metem a comer ao centro do rio. Fora disso, é para esquecer, pois não falta gente a palmilhar a margem do rio e nomeadamente espanhóis.

Com total falta de trutas activas, resolvi fechar o tasco pelas 14h00. Fiquei, no entanto, com vontade de tirar a licença um destes dias para bater um dos lotes da concessão de Quadrazais no Côa. A ver se consigo fazer lá a minha estreia este ano. Tenho que combinar com o grande Mota!!

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.