2 horas de luciopercas em 4 horas de pesca …

2 horas de luciopercas em 4 horas de pesca  …




Com mais uma deslocação até a Figueira de Castelo Rodrigo em finais de Julho, resolvi aproveitar para testar as águas da zona e sobretudo o apetite dos luciopercas “no local do costume”. Como é habitual, cheguei já tarde e com o sol em pleno céu. Temperatura amena, a destoar do calor dos últimos dias, e vento relativamente fraco. Não se via sinal de qualquer movimento dentro de água e havia que começar a malhar para ver se algo mexia. Já eram 9h00 e as expectativas não eram muito altas. Comecei com vários tipos de passeantes e poppers, antes de chegar ao local desejado e começar a mudar para os minnows. Escusado será dizer que os passeantes e os poppers andaram completamente desenganados. Com um black minnow de 9 centímetros, as coisas começaram a mudar. Pesca mais lenta, trabalho mais junto ao fundo, mas também uma maior probabilidade de ficar sem amostras.

Os primeiros lançamentos foram infrutíferos, só sentia mesmo o toque das pedras e dos ramos. Isto, numa altura em que o vento parecia querer estar a engrossar. Bem, lá fui insistindo e depois de ter sentido algo que me pareceu um toque, resolvi insistir no mesmo local e de forma mais lenta. Foi aposta sensata, pois fui recompensado com a primeira cravadela do dia: um lucioperca com cerca de 45 centímetros e que pouca luta deu. Foi só mesmo arrastar até à margem para evitar a grade.

Depois desta primeira captura, o cenário animou e começaram a sair uns luciopercas, mas tudo com um tamanho pequeno a médio. Parecia que estava a criação toda encostada e os grandes andavam mais longe. Entre toques, cravadelas e capturas, devo ter mexido um dúzia e pico de peixes, mas sem nenhum deixar grandes recordações.

Assim, e com o cenário a tornar-se mais agreste à medida que o vento aumentava de velocidade, resolvi dar a faina por concluída pelas 12h00. Metade do tempo foi gasto a coar água e a outra metade a apanhar luciopercas sem grande dimensão. Apesar de não ter sido uma pescaria de grande nível, deu para divertir e para tirar alguns peixes … A ver se as condições melhoram no entretanto, pois brevemente voltarei à faina e queria ver se apanhava alguns peixes de bom tamanho ..

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.