À procura de savelhas no rio Minho…

À procura de savelhas no rio Minho…




Depois do Abertruta, resolvir voltar ao rio Minho, em conjunto com o amigo Bruno Ferreira, para tentar mexer uma ou outra savelha. Isto depois de já termos martelado uns robalitos, pelo menos eu, e portanto grade já não era!! O único problema é que ainda tínhamos que passar pelo Cerdeira da Caça e Pesca Monção, e como tal, isso ia sempre obrigar a muita conversa, perda de tempo e algumas compras (que acabaram por descambar em almoço), e portanto, só voltamos a pensar em pegar nas canas lá para as 15 horas.

Assim, a muito custo, e já com a barriga a arrastar, metemo-nos a pescar num dos fundões encostados à muralha de Monção. Já lá estava um indíviduo a lançar continuamente com o aparelho e portanto, pareceu-nos o lugar ideal para também começarmos a malhar. Escusado será dizer que não era hora de savelhas. Mesmo assim, resolvemos insistir o mais possível e tentar realizar alguma captura. A única coisa que ainda se via, eram algumas pequenas trutas a mosquear junto aos nossos pés, mas sem querer nada com as colheres que lhe metemos à frente nalguns dos primeiros lançamentos. Assim, e com as trutas a não colaborarem, resolvemos meter o aparelho e colocámo-nos um pouco mais na cabeça da corrente para começar a dar andamento. 10 minutos depois de começar a faina, senti um toque a meio do rio e consigo cravar uma savelha que felizmente se aguentou no anzol até ao fim. A primeira e única do dia, pois o Bruno nada conseguiu tirar…

Quanto ao outro pescador que lá estava, conseguiu tirar pelo menos 3 savelhas enquanto lá estivemos. Ele estava na zona mais funda e portanto tinha claramente mais probabilidades de conseguir mais cravadelas. A impressão com que ficamos era de que estavam a sair umas savelhas, mas sobretudo ao início e ao final do dia. Aliás, foram vários os comentários que ouvimos de alguns locais de que estavam a sair umas boas savelhas, com alguns a falar em mais de 200 capturas este ano. Nós é que não estávamos muito virados para as savelhas, pois fomos gastar os melhores cartuchos nos robalos e só depois nos preocupamos em tentar ver se alguma cravava!! Assim, também não podíamos esperar grande coisa …

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.