No viveiro de Montalegre … trutas bravas!!

No viveiro de Montalegre … trutas bravas!!

Como é costume durante os convívios do TrutasPT, este ano voltamos a repetir a tradição de fazer uma visita pós-almoço ao viveiro de Montalegre. Desta vez, uma parte da equipa já tinha lá ido de manhã (Obrigado Bruno e Ivo!) e portanto o cenário ia certamente estar mais complicado para o pessoal da tarde. Até, porque os iscos que iríamos utilizar não eram muito diferentes!!

De qualquer forma, mesmo assim sobraram alguns resistentes, entre os quais eu e o Torres, e pelas 15h00 lá estávamos nós a passar pelo portão dos viveiros. Céu claro, calor e o homem a dizer que tinha poucas trutas e de tamanho relativamente reduzido. Não era muito promissor.

Começamos a malhar seguido e nem sinal de peixe. O Torres ia trocando incessantemente de amostra e já estava a fumegar passados os primeiros 5 minutos. Nada a sair e nada a dar toques, mas ainda se viam alguns exemplares razoáveis a nadar de um lado para o outro, com uma ou outra de kilo colada ao fundo. Ia ser preciso algo especial para mexer um peixe. Peguei num black minnow de 7 centímetros, primeiro rosa e depois kaki. No rosa, levei um toque e depois no kaki fiz a primeira captura de uma arco-iris de pequeno tamanho. Já não íamos com grade.

Entretanto, o emaranhado de linhas e lançamentos ia aumentando e nada de capturas. Era impressionante como é que as trutas não queriam saber de nada, nem mesmo da ração ou de milho com anzol. Estavam bem vacinadas. Para quebrar o gelo, resolvi meter uma chapa de 4 gramas que tenho no colete, apostando num jigging rápido e controlado. Foi a solução para ter mais duas capturas, enquanto o resto do pessoal não conseguia nada!! Entretanto, foi chegando mais gente e o cenário tornou-se ainda mais complicado. Com o emaranhado de linhas a tornar-se impossível para o spinning, resolvi fechar o tasco. As trutas tinham-se mostrado duras e só mesmo com milagres é que se predispunham a sair. Não havia assunto! O resto do pessoal também vencido pela atitude das trutas, resolveu retirar-se um pouco depois.

Já com a pescaria feita e prontos para pagar, ficamos a saber que para tirar muitas trutas “no viveiro”, tem que ser de manhã cedo ou ao final do dia!! Muito bem … quase como pescar no rio!! Está bonito! Para isso, vale mais ir à pesca no rio e não no viveiro. Mas alguma razão o homem tinha e efectivamente vi uma factura de alguém que esteve lá de manhã cedo e que pagou por 4 kilos de trutas!! Comparados com os 500 gramas que 5 pescadores tiraram!!

Enfim, mais importante do que a pescaria, foi claramente o divertimento nos viveiros. Momentos de convívio e camaradagem a repetir brevemente e com maior intensidade 🙂 🙂 Venha o TFC ..!!!

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.