Repovoamento de trutas – Ovil e Teixeira

Repovoamento de trutas – Ovil e Teixeira




À semelhança do que já aconteceu há alguns anos atrás, também este ano se decidiu realizar uma sessão de repovoamento de trutas nos rios Ovil e Teixeira. A iniciativa foi promovida pela Câmara Municipal de Baião e contou com a participação de um técnico do ICNF. O objectivo do repovoamento foi repor a densidade piscícola destes dois rios que muito têm sofrido com a poluição dos últimos anos.

O repovoamento foi realizado no dia 19 de Março e contou com a participação e o apoio do agrupamento de escolas de Vale de Ovil, da associação Ecosimbioses, das freguesias de Campelo e Ovil e de Loivos da Ribeira e Tresouras e da Associação de Caçadores e Pescadores de Ovil e Loivos do Monte. No total, foram introduzidas mais de 6000 trutas, na sua maioria alevins, nestes dois rios.

Truta arco-iris Serra da Estrela

Para uma ideia mais completa do impacto e da forma como foi realizado o repovoamento segue vídeo abaixo com a notícia:

Em termos mais concretos, os repovoamentos foram realizados nos lugares de Outoreça e na zona de Lazer da Fraga do Rio, localizados na freguesia de Campelo e Ovil. Por sua vez, no rio Teixeira, a acção decorreu em Várzea (Teixeira e Teixeiró) e em Arufe (Loivos da Ribeira e Tresouras).

Esta é mais uma acção destinada a repor o património fluvial do nosso país. As trutas introduzidas têm um tamanho muito reduzido e portanto só poderão ser pescadas dentro de 2 ou 3 anos. Até lá, há que esperar que elas se consigam adaptar ao rio, e mais importante que não se realizem descargas poluentes ou matanças com lixívia durante o Verão, pondo assim em causa todo este esforço.

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.