Nova concessão na zona média do Cávado – Amares

Nova concessão na zona média do Cávado – Amares




Começa a época e as más notícias não param da parte do ICNF. Desta vez, um importante troço para a pesca à truta na zona média do Cávado vai passar a ser concessionado. Estamos a falar do troço entre a saída da conduta da Caniçada até ao açude de Navarra numa extensão de 7,18km, incluindo assim a Ponte do Porto e outros locais míticos para os pescadores de trutas nacionais. Tudo isto pela módica quantia anual de 171,91 euros!!! Ridiculo!!! Quem já pescou este troço, sabe qual o seu verdadeiro valor para os pescadores de trutas e reconhece que 171,91 euros anuais são uma autêntica afronta ao comum dos mortais. Ainda me lembro de me cruzar com 7 a 8 pescadores por dia nesta zona e todos eles elegiam este local como o seu destino de eleição, não tanto pela abundância de trutas (que é uma evidência), sobretudo pela dificuldade da sua captura.

Truta 15 cm Ponte do Porto - Rio Cávado

Para ficarem melhor informados sobre esta questão, o melhor mesmo é consultar o despacho que se encontra abaixo:


Enfim, não vale a pena bater no ceguinho. Já toda a gente sabe o que eu penso sobre esta bandalheira da gestão dos recursos de pesca em Portugal. A concessão está despachada e o melhor mesmo é aproveitar para pescar este troço o mais possível antes que apareçam as placas. Mesmo assim, não se esqueçam que nos 30 dias após a colocação das placas ainda podem pescar à vontade. O problema vai ser depois, quando a coisa já for a doer. Não conheço a entidade gestora, mas espero que pelo menos não destrua aquilo que se sempre se manteve a um bom nível, mesmo sendo uma zona de pesca livre.

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.