Condições no Rio Sucastro

Condições no Rio Sucastro

No regresso do Rio Minho, resolvi passar pelo Rio Sucastro para ver se conseguia observar alguma actividade truteira, nomeadamente no que diz respeito à desova. Efectivamente, as águas já estão suficientemente frias para que as trutas estejam em deslocação ou então já se encontrem congregadas nos locais de desova. Assim, pensei que um dos afluentes do Rio Mouro, o Sucastro, fosse uma boa opção para observar o comportamento das trutas.

O local que escolhi para realizar a minha observação corresponde à confluência das três ribeiras que formam o Sucastro. Um local bastante especial e com uma beleza natural ímpar, onde existem cascatas, pequenos poços e algumas correntes.

Escusado será dizer que não vi qualquer truta, nem aglomerado de trutas neste local. As condições estavam excelentes, mas por alguma razão as trutas não estavam por ali. A falta de areão no fundo e de uma corrente mais forte e com alguma profundidade podiam ser razões para justificar que aquele não era um local de desova.

Rio Sucastro corrente Dezembro 2014

Ao nível do caudal, o Sucastro estava dentro das margens e apresentava uma corrente normal e sustentada. Efectivamente, está ligeiramente abaixo do que era expectável para esta época do ano, mas qualquer chuva que caia altera logo o seu comportamento, devido às suas reduzidas dimensões e à intensa confluência de linhas de água que possui.

Em termos de temperatura, a água estava bem fria e com valores adequados às manhãs frias ou quase geladas que se fazem sentir no Norte de Portugal.

Em termos de qualidade da água, a mesma é de primeira categoria. Totalmente cristalina e translúcida. Nem vislumbre de poluição e com uma flora aquática extremamente rica e bem constituída. Um claro exemplo de boa preservação e uma linha de água onde se pode beber a água sem qualquer problema.

No próximo ano, espero passar por este local para tirar algumas trutas. Apesar do Sucastro ser essencialmente um local de reprodução para as trutas do Mouro, também possui alguns bons exemplares pontuais que merecem alguma atenção. Eu é que tenho andado distraído com peixe mais graúdo, mas para o ano ainda quero ver se lá faço uma pescaria ao light spinning para me divertir um pouco.

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.