Nova concessão no Rio Paivô

Nova concessão no Rio Paivô


Tratando-se de um rio com enorme potencial, sendo um dos grandes responsáveis pela manutenção de uma população razoável de trutas no Rio Paiva, o Paivô ainda possuía um troço livre na sua parte final, já a caminho da confluência com o Paiva. Apesar de ser um troço com zonas de pesca muito difícil, era um lugar com alguns bons exemplares e sobretudo com uma boa densidade de trutas.

Aliás, já tive a oportunidade de pescar na foz do Paivô há alguns anos atrás e deparei-me com um rio espectacular e sem nenhuma poluição comparado com o Paiva. Capturei uma boa truta, mesmo na foz, e para montante vi uma boa densidade de trutas, mas a maioria de pequeno tamanho.

A pesca no Rio Paiva

Agora, e a partir já deste ano, essa zona vai passar a ser gerida pelo Clube de Caça e Pesca de Castro Daire pela módica quantia anual de 107,82 euros. Trata-se concretamente de um troço de 10 km de Rio Paivô, aos quais se somam mais 2 km de um afluente chamado de rio Miravaio.

Para quem quiser um maior detalhe sobre a nova concessão que vai passar a funcionar, podem sempre consultar o documento abaixo:


Resta-nos apenas esperar que esta concessão não vá estragar o que já existia de bom quando este troço funcionava em regime livre. Sei que a primeira tendência vai apontar para a realização de repovoamentos maciços, mas penso que esse não é o principal flagelo deste curso de água. O principal flagelo do Paivô é o furtivismo e a pesca ilegal. São vários os relatos que tenho ouvido ao longo dos anos sobre caça submarina nos seus poços mais profundos, para capturar grandes exemplares, ou sobre chacinas realizadas no Verão com redes, lixívia e outros esquemas, para matar o apetite de alguns artistas!!

Enfim, para aqueles que costumavam frequentar o Paivô, não se esqueçam de estar atentos à colocação de placas e ao período de pesca livre que existe imediatamente após a sua colocação. Com um pouco de sorte, ainda pode ser que consigam fazer a abertura neste troço. De qualquer forma, mais tarde ou mais cedo, o novo regime vai entrar em funcionamento e portanto há que preparar para pagar e pescar ou simplesmente abandonar este troço.

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.