Condições no Rio Ovelha

Condições no Rio Ovelha

Nos últimos dias passei na zona de Amarante e como tal resolvi visitar o rio Ovelha para verificar quais as condições actuais deste curso de água. Tal como se pode verificar pelas fotos, o rio Ovelha apresenta um caudal razoável, apesar de estar ligeiramente abaixo do esperado para a época do ano. Efectivamente, o troço superior apresenta correntes com alguma vivacidade e existe água suficiente para permitir a deslocação das trutas até algumas zonas de desova.

A água apresentava-se relativamente limpa, conseguindo-se ver bastante bem o fundo, mesmo em zonas de alguma profundidade. Isto pode ser indicativo de níveis reduzidos de poluição, provocados sobretudo pela limpeza trazida pela chuva das semanas anteriores. Quanto às margens, nota-se pouca alteração das mesmas, sinal de que as chuvas não terão sido o suficientemente fortes para causar problemas a este nível.

A nível de temperatura, pareceu-me que a mesma está dentro dos parâmetros normais para esta época do ano, apresentando-se mais próxima de valores acima do que abaixo da média.

rio-ovelha-caudal-dezembro-2016

Quanto à visualização de trutas, não consegui observar nenhum exemplar. Efectivamente, as condições pareceram-me razoáveis para a desova e o facto de estar numa corrente de areão com alguma profundidade parecia aumentar o potencial de encontrar trutas em plena acção de desova, mas infelizmente isso não se traduziu em efeitos práticos. Esperamos que essa situação seja meramente pontual e que as trutas já estejam a entrar em modo de desova, pois já estamos em plena época para isso acontecer.

Este ano não fui ao Ovelha, mas quero ver se em 2017 o volto a visitar. Ainda me lembro muito bem das últimas visitas e dos bons resultados conseguidos!!

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.