1º Convívio Nacional de Pescadores de Trutas.

1º Convívio Nacional de Pescadores de Trutas.


Tal como previsto, o 1º Convívio Nacional de Pescadores de Trutas organizado pelo Trutas.PT em parceria com o Trutas e Serras Blogspot e o Ninja Matrix, decorreu no dia 9 de Julho de 2011 na Barragem de Cortez no Rio Alfusqueiro. A logística deste evento foi assegurada pela Junta de Freguesia de Campia e pela Câmara Municipal de Vouzela. Desde já, gostaríamos de endereçar o nosso muito obrigado e um bem haja a estas instituições, representadas “in loco” nas pessoas do Sr. António Ferreira e o Sr. Engº Rui Ladeira, respectivamente. É sempre com muito gosto que regressamos a estas terras do Alfusqueiro, onde a pesca à truta tem vindo a ganhar preponderância como factor de crescimento económico e de valorização do território.

Este convívio foi claramente um primeiro passo para uma maior mobilização dos genuínos pescadores de trutas que partilham dos valores da amizade e da solidariedade na pesca à truta. Foi dentro deste espírito que acolhemos com todo o gosto dois jovens da zona de Guimarães (o Rui Fernandes e o seu irmão) que se estão a iniciar nestas andanças da pesca à truta ao spinning. Aproveitamos para lhes dar algumas dicas e para avaliar o material que traziam. O material estava mais do que correcto para os primeiros passos, existindo apenas alguns problemas com as linhas que não pareceram ser as mais indicadas para o spinning à truta. Mesmo assim, nada impedia que não começassem a pescar a sério, e como este é um daqueles desportos onde se aprende fazendo, toca a pô-los a pescar. A sua dedicação foi de tal ordem, que mesmo equipados com calções de praia e sandálias, fizeram quase um quilómetro de rio em zona de mato e continuaram a pescar mesmo quando a chuva engrossou a sério. Que exemplo de bravura e dedicação!! Lembrou-me logo os meus tempos de início nestas lides, em que nem se dormia … era pesca de manhã à noite sem parar para comer — às vezes semanas a fio 🙂 Compreendi logo ali, que temos uma nova geração (ainda por cima de Guimarães – terra de conquistadores) que não vai deixar por terra esta maravilha que é a pesca à truta e é para eles que eu escrevo este blog e dou as dicas que dou … que muitos mais venham para esta forma espectacular e saudável de passar os tempos livres. É desse sangue novo e puro que precisamos para manter viva uma tradição milenar.

Mas não foi só de sangue novo que foi feito este convívio. Tivemos também a presença de alguns veteranos e especialistas na pesca à truta, como o Sr. João Dias (mais conhecido por Ponte do Neiva – na blogosfera) ou o Dr. Jesus (mais conhecido por PingoDoce – na blogosfera). Com eles, tivemos a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a pesca à mosca e ao spinning. De facto, o Dr. Jesus mostrou-me um peixe artificial que desconhecia e que tem uma acção bastante interessante. É claramente mais um valor acrescentado para a minha lista de compras, mas que para já vai ficar fora da blogosfera 🙂

A nível dos apaixonados pela pesca à truta da zona de Campia, temos a destacar o Sr. António Ferreira, o Miguel Pereira e o Sr. Arlindo. Claramente, gente de trabalho que encontra sempre um pouco de tempo para se dedicar não só à pesca às trutas, mas também (e mais importante) à preservação do património truteiro da zona. Desde a manutenção de caudais ecológicos, às campanhas de sensibilização, repovoamentos, ordenamento e fiscalização voluntária, várias são as iniciativas destes grandes pescadores que contribuem para que possamos desfrutar de mais e melhor pesca nesta zona. Muitos destes temas foram discutidos durante este convívio e foi com agrado que se pretende avançar com novas medidas ainda mais estruturantes e que devem ser aplicadas num futuro próximo.

A nível político e social, temos a destacar as presenças do Eng. Rui Ladeira, Prof. Arlindo Cunha, Dr. Manuel Pintalhão e Dr. Sousa Rodrigues. Sem a colaboração do Eng. Rui Ladeira, o evento não tinha tido o sucesso que merecia, especialmente ao nível da beleza paisagística e organização do espaço onde estivemos. Foi com muito agrado que registamos que a acção deste autarca está extremamente virada para a preservação e ordenamento dos espaços naturais do município, dedicando uma parte importante da sua atenção à gestão dos cursos de água e do património truteiro. O seu trabalho tem sido um sucesso e é com enorme entusiasmo que aguardamos que mais novidades sejam introduzidas no Alfusqueiro para tornar este rio num dos maiores baluartes da pesca à truta da zona centro. Aliás, uma parte importante da conversa que tivemos, incidiu sobre novas medidas que podem ser tomadas nesse sentido. Finalmente e relativamente ao meus três grandes amigos e companheiros de pesca e caça, não há palavras para agradecer a sua gentileza para partilharem connosco alguns momentos de convívio, sabendo eu dos compromissos que já tinham agendados. É com este tipo de individualidades que se compreende que há mais prazer e satisfação na vida, quando se dá do que quando se recebe … mesmo na pesca!!

Relativamente ao convívio propriamente dito, ele pautou-se pela amizade, partilha de experiências e conversa sobre vários tópicos. Era mais um momento de relaxe e descontracção do que de pesca. A beleza e funcionalidade do espaço escolhido permitiu que todos estivessem à vontade para ir comendo, conversando e pescando. A gastronomia foi variada e pautou-se pela enorme qualidade dos produtos que foram colocados sobre a mesa. Desde um excelente leitão de 4,5 kg do Restaurante Ponte do Neiva a 7 kg de Posta Barrosã de primeira qualidade, passando pela Vitela de Lafões, entrecosto, Rojões à minhota e uma excelente broa de milho da região, nada faltou para que o convívio não fosse também um sucesso a este nível, nem mesmo os líquidos. O famoso vinho “Ladeira da Santa” do Prof. Arlindo Cunha e o “Quinta dos Curvos” do João Dias foram as estrelas do dia, que culminou com uma boa garrafa de whisky de 15 anos (à moda inglesa) … isto já pelas 16 horas.

Enfim, depois de tudo isto, nada há mais para dizer. A não ser que para o ano, vamos ter o 2º Convívio 🙂 …

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.