Trutas a atacar ao corrico.

Trutas a atacar ao corrico.

Muitos de nós que praticam a pesca ao corrico às trutas, interrogam-se sobre o que é que se está a passar na esteira do barco, à medida que as amostras vão nadando. Finalmente, encontramos um video que nos ajuda a esclarecer um pouco do comportamento das trutas quando lhes passa uma amostra pela frente que não para de nadar. A amostra, neste caso, parece tratar-se de um grande streamer.

O video, apesar de não ser de grande qualidade e definição, dá-nos uma ideia global da perseguição e ataque da truta durante o corrico. Por aquilo que conseguimos vislumbrar, as trutas não atacam sem antes realizar uma perseguição do isco e verificar até que ponto o mesmo lhes parece algo “interessante” ou comestível. Neste caso concreto, e como estamos perante um cardume, o efeito grupo pode ter condicionado o acto de atacar. Normalmente, os peixes em grupo atacam mais rapidamente por uma simples razão: o primeiro a atacar é que fica com a presa. Se estivéssemos perante um peixe isolado, penso que a observação poderia eventualmente ser mais prolongada.

Mas melhor do que as palavras, só mesmo as imagens! O que vão ver, penso que se trata de uma cena única, que é repetida duas vezes.

O que mais gosto me dá neste video é ver as sombras a aproximarem-se e a inverterem rapidamente de direcção. Por aquilo que se consegue ver, as trutas não são nada pequenas 🙂

Só dá mesmo vontade de pegar outra vez na cana e voltar à acção.

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.