Meteorologia – Abertura da pesca às trutas – 2012

Meteorologia – Abertura da pesca às trutas – 2012


A menos de 8 dias da abertura oficial da pesca à truta em Portugal Continental, já é possível começar a ter uma noção mais clara das condições meteorológicas que vamos encontrar. Tomando a cidade de Viana do Castelo como referência e focalizando a nossa atenção sobre o site do Windguru.com, deparamos com algumas previsões interessantes.

Abaixo segue imagem com as previsões entre 24 de Fevereiro e 1 de Março:

Desde logo e analisando os dados do Windguru.com, parece que estamos perante uma abertura que irá ser caracterizada pelos baixos caudais e pela possibilidade de alguma chuva fraca no dia anterior. Este tipo de condições irão certamente condicionar o desenrolar das jornadas de pesca ao spinning, e com um pouco de sorte, temos razões para acreditar que a pouca chuva que possa vir a cair em algumas zonas do país possa levar as trutas a níveis de actividade elevados. Apesar de a chuva prevista parecer bastante ligeira, mesmo assim, e devido ao nível bastante reduzido dos caudais, pode funcionar como um catalizador para trutas que há muito que aguardam pela chegada de novas águas aos rios. Se as linhas de água e os pequenos ribeiros voltarem a correr, então certamente que teremos alguma deslocação das trutas, dos poços e açudes, para correntes que tragam alimento.

No que diz respeito ao vento, espera-se que sopre de Sul de forma fraca a moderada durante o dia da abertura. Portanto, acreditamos que não será um factor importante, quer em termos de precisão, quer em termos de distância dos lançamentos. Já no que diz respeito às temperaturas, esperam-se valores primaveris para o dia 1 de Março de 2012. A temperatura tenderá a andar no intervalo entre os 9 e os 16 graus, que consideramos serem valores bastante aceitáveis para a actividade das trutas. Em termos da exposição solar, o panorama vai alternar entre períodos de nuvens e sol aberto, permitindo uma maior visibilidade para dentro de água, mas também no sentido inverso.

No global, as condições climatéricas parecem-nos as ideais para desfrutar de um excelente dia de pesca. O único senão, será o baixo nível dos caudais que iremos encontrar nalgumas zonas do país. Não temos ainda uma ideia clara se isto se traduzirá em mais capturas ou menos capturas, pois as trutas com menos água e água mais limpa estarão certamente mais desconfiadas e atentas. No que diz respeito ao spinning, acreditamos que a acção de pesca será muito limitada nos cursos de água mais pequenos, e mesmo nos cursos médios alguns de nós serão obrigados a recorrer ao equipamento de light spinning. Enfim, certamente que não faltarão desafios no dia da abertura da pesca às trutas e é isso que mais nos motiva para ano atrás de ano voltarmos às margens dos rios.

Obviamente, que estas previsões ainda têm um intervalo de uma semana e podem não se confirmar na totalidade. No entanto, não deixam de ser um primeiro sinal daquilo que podemos encontrar e obrigam-nos a fazer desde já algumas considerações na estratégia de pesca a adoptar no dia da abertura.

Fica aqui esta primeira indicação do que nos poderá esperar no dia 1 🙂

Related Posts with Thumbnails




Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.