Nova Mepps Comet TRU-V

Nova Mepps Comet TRU-V

A tecnologia UV – ultravioleta já há muito que entrou no mundo da pesca desportiva, sobretudo através de propostas de produtores de amostras, como a Vibrax ou a Panther Martin. A crença por detrás desta inovação é que a maioria dos peixes não tem filtros nos olhos para a luz ultravioleta e como tal conseguem distinguir tonalidades e reflexos a este nível. Como tal, a maioria dos peixes tende a evitar a superfície da água em dias de bastante sol, exactamente porque não dispõem de filtros de protecção contra os ultravioleta, refugiando-se assim em locais mais profundos ou em zonas de sombra. Considerando que este facto é uma realidade, então não há nada como proporcionar ao peixe a coloração e o tipo de estímulos que ele está habituado a receber, de modo a aumentar o poder atractivo das nossas amostras.

Com base nesta perspectiva, e seguindo já tardiamente a concorrência, a Mepps resolveu lançar no mercado a sua primeira colher rotativa que incorpora este tipo de tecnologia; a Mepps Comet TRU-V. A utilização de tinta ultravioleta neste tipo de colher aparece não só na folha da mesma, mas também no corpo reforçando assim o poder atractivo da mesma.

Em termos de modelos, esta colher está disponível em 6 tamanhos que vão desde o número 0 até ao 5. Em termos de peso, a amplitude vai desde os 2,5 até aos 14 gramas. Em termos de cores, existem doze tonalidades que tendem sobretudo a utilizar contrastes e cores berrantes para reforçar o poder atractivo da amostra.

Modelos da Colher de pesca Mepps Comet TRU-V

Ao nível do preço, e no site da Mepps, esta colher apresenta um intervalo entre os 3,5 e os 5 euros, dependendo do tamanho da colher que se escolha. Efectivamente, parece-nos um preço acima do normal, mesmo atendendo ao facto de se tratar de uma colher ultravioleta, pois já existem outras nos mercados e a preços mais razoáveis.

À semelhança do típico modelo Comet que já conhecemos, esta é também uma colher recomendada para a pesca da truta, truta marisca e salmão. Penso que o efeito ultravioleta pode ser uma ligeira mais valia, mas o que importa sobretudo nesta colher é a sua rotação e a forma como atrai as trutas desde longe. Desde que esse tipo de performance se mantenha neste novo modelo, certamente que a colher vai dar bons resultados. Isto apesar de eu pessoalmente achar que as propostas de combinações de cores utilizadas neste modelo serem um pouco berrantes, mas as trutas é que sabem. Normalmente, estou habituado a ver a Mepps Comet na versão metalizada que é aquela que temos vindo a utilizar nas nossas águas.

Como não sou um grande utilizador da Comet, também só por muito acaso é que irei ter acesso a esta versão TRU-V, mas se entretanto algum de vocês já tiver pescado com esta versão, agradecia se pudessem deixar aqui os vossos comentários, sugestões e apreciações. Isto para evitar que outros pescadores comprem algo que pode não valer a pena 🙂

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.