Pesqueiras do Rio Minho

Pesqueiras do Rio Minho




Quem bem conhece o Rio Minho, sabe que é dos rios nacionais onde as pesqueiras têm maior impacto. Efectivamente, estas estruturas eram o ganha pão de muitas povoações ribeirinhas deste grande rio, tendo vindo a perder a sua utilidade, especialmente a partir de final do século XX. Mesmo assim, não deixam de ser uma característica paisagística fundamental deste grande rio, constituindo um legado que importa manter, devido sobretudo ao seu valor cultural, histórico e patrimonial, mais do que ao seu impacto no apoio à pesca profissional.

Numa tentativa de fazer um levantamento bastante detalhado desta realidade importante, existe uma tese de mestrado realizada no IPVC (Instituto Politécnico de Viana de Castelo) em finais de 2013. Esta tese prima por realizar uma leitura bastante alargada do impacto desta infra-estruturas procurando centrar a análise nas questões culturais, técnicas, históricas, paisagísticas e patrimoniais.

Rio Minho - correntes em Melgaço

De facto, como é possível de constatar ao longo deste trabalho, o design das pesqueiras estava bastante bem orientado de um ponto de vista técnico para a captura das espécies mais emblemáticas do Rio Minho. No seu auge, estas estruturas permitiam a concentração das espécies, nomeadamente das migratórias, de modo a facilitar a sua captura.

Para uma leitura mais atenta deste estudo, podem consultar o site abaixo:


Para os pescadores desportivos do Rio Minho, e sobretudo para aqueles que se dedicam à pesca à truta, as pesqueiras são infra-estruturas que conhecemos bastante bem e que muitas vezes utilizamos para pescar algumas das espécies que mais nos interessam. Ainda hoje são muitas espécies migratórias e mesmo algumas indígenas, como a truta, que utilizam os remansos criados por estas obras humanas para repousarem e se alimentarem.

Estando muitas vezes em cima destas estruturas, já várias vezes me interroguei como é que as mesmas foram construídas e como é que efectivamente são utilizadas. Finalmente, encontrei resposta para todas estas minhas questões neste estudo e também fiquei a conhecer qual a importância que as pesqueiras podem vir a desempenhar na conservação deste grande rio. Para aqueles que como eu também têm curiosidade sobre estas questões, este é certamente um documento bastante interessante!

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.