Parque de pesca à truta – Rendufe

Parque de pesca à truta – Rendufe




A juntar a algumas iniciativas que já conhecemos do género, tomamos conhecimento de que está previsto o arranque em pleno do funcionamento do Parque de pesca à truta de Rendufe. Esta localidade posicionada no concelho de Ponte de Lima e que é atravessada pelo Rio Labruja, apresenta condições naturais e paisagísticas excepcionais para albergar esta iniciativa. De acordo com o projecto, estamos a falar de três lagos artificiais na encosta com capacidades médias de 160 metros quadrados.

Esta iniciativa vem-se juntar a uma outra que já está a funcionar no mesmo concelho e na mesma massa de água, que é o parque de pesca de trutas de Arcozelo (Riba Rio). O conceito é similar aquele que também foi aplicado em Paredes de Coura (Insalde) e Monção (Pias). Básicamente, o pescador paga por cada truta que captura e não tem que sequer levar o seu material de pesca. Existe material de pesca disponível no local que pode ser utilizado por quem pretenda pescar.

Basicamente, este formato turístico da pesca à truta procura aliar o prazer de uma pesca intensiva e sem esforço com o desfrutar de uma paisagem natural bastante bela, num ambiente confortável, onde existem algumas amenidades; bar, venda de produtos turísticos, etc. Acreditamos que esta é uma forma interessante de aproveitar a riqueza da pesca à truta, desde que sejam sempre salvaguardados os seguintes aspectos: qualidade da água do rio e a pureza genética dos exemplares de trutas que por lá habitam. Não quero sequer pensar que este tipo de iniciativas não tem as medidas mínimas de segurança para controlar a qualidade da água que está a utilizar ou as fugas de espécies invasoras, como poderão ser as trutas arco-iris ou as trutas comuns de outras partes do país.

Para aqueles que querem conhecer mais sobre o projecto de Rendufe, disponibilizamos aqui dois testemunhos interessantes: um video do YouTube sobre o projecto de Rendufe e artigo de jornal sobre a construção do parque.

O video pode ser visualizado abaixo:

O artigo de jornal pode também ser visualizado abaixo:

Portanto, para aqueles de nós que gostam deste tipo de experiências ou que apenas se estão a iniciar nestas lides da pesca à truta, esta é uma opção interessante. Para além da pesca à truta, é também uma oportunidade para visitarem novos locais dentro do nosso país e conhecerem novas gentes e culturas 🙂

Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.