Atrocidades com trutas na restauração … e na TV!

Atrocidades com trutas na restauração … e na TV!




Já me tinham falado de uma série televisiva chamada “Mesa Nacional” que passa na TVI. Apesar de não ser o tipo de programa que me apraz, foi-me comunicado há pouco tempo que tinham realizado uma reportagem bastante caricata na zona Norte do país, nomeadamente em Vila Nova de Paiva. A ideia era falar sobre um dos petiscos da zona que é a truta do rio Paiva, considerada por alguns como um prato gastronómico de elevado valor acrescentado.

A reportagem em si não apresenta grande valor acrescentado para este site, e à partida deveria passar despercebida, mas tal não sucedeu por diversas razões. O principal problema nesta reportagem realizada no Restaurante Malhadinhas em Vila Nova de Paiva, tem a ver com uma série de depoimentos e imagens que podem roçar, nalguns casos a inverdade, e noutros a própria ilegalidade evidente. Como é do conhecimento geral, esta reportagem passou na TVI em horário nobre e portanto milhões de espectadores tiveram acesso a esta peça.

A pesca no Rio Paiva

Antes de tecer os meus comentários que vão ser curtos e duros, têm aqui à disposição o vídeo para perceberem do que vou falar. Especialmente para aqueles que ainda não viram isto:


Depois de terem visto esta beleza de reportagem, tenho a tecer os seguintes comentários pertinentes.

Desde logo, fico bastante mal impressionado com a entrada em cena do Sr. José Ernesto Pereira da Confraria Grão Vasco. Certamente que os seus conhecimentos sobre as questões ecológicas e de pesca não são bastante aprofundados, mas o título de rio mais limpo da Europa já há muito que deixou de ser do Rio Paiva. Para quem pesca no Rio Paiva para jusante de Castro Daire, sabe que o mesmo se foi tornando numa lixeira ao longo dos anos, chegando a Alvarenga em condições que muito deixam a desejar. Trutas quase que nem vê-las nessa zona, perto da Paradinha, e o pouco peixe que se apanha apresenta condições duvidosas para consumo humano. Acredito que para a zona restrita da nascente, a qualidade da água ainda seja bastante elevada, mas isso não chega nem de perto nem de longe para continuarmos a afirmar que é o rio mais limpo da Europa. Já foi!! Há muitos anos!!

Depois desta calinada, aparece uma afirmação bastante grave da parte também deste Senhor, que reporta uma ilegalidade objectiva. Segundo ele, os pescadores vêm trazer as trutas ao dono do restaurante e depois ele confecciona as mesmas para os clientes. Se os pescadores as trazem é porque recebem algo em troca, ou seja estão vendê-las. Se assim é, e sabendo que os pescadores desportivos estão proibidos de vender trutas e que não existem pescadores profissionais no troço alto do Paiva (pelo menos que eu conheça), estamos perante uma infracção grave que importa investigar. Ou seja, desde aqui e desde já solicito às autoridades competentes que investiguem esta situação.

Depois, e para rematar em beleza, temos as imagens das trutas. Por aquilo que vejo, não consigo ter certezas, mas acho que podemos ter trutas a serem vendidas e comercializadas por este restaurante com tamanhos mínimos inferiores aos permitidos por lei. Sei que elas encolhem com a fritura e o escabeche, mas existem algumas situações que me parecem bastante duvidosas. Mais uma vez, o meu apelo vai no sentido de se investigar.

Perante isto, e como o vídeo fala por si, acho que as autoridades não têm nada a perder em visitar este Senhor e o restaurante para realizarem as respectivas averiguações. Basta entrarem à paisana, pedirem o respectivo prato (para medirem as trutas) e terem uma conversa amena com quem os servir para saberem tudo o que se está a passar. É preciso não esquecer que muita da pesca ilegal às trutas que ainda existe em Portugal é fomentada por restaurantes que continuam a comprar trutas a pescadores desportivos. São eles que mantêm este negócio com o consequente impacto em termos de redução de populações piscícolas e utilização de métodos bastante danosos para o ambiente. Pela projecção mediática que esta reportagem teve, exige-se uma acção firme e contundente para mostrar que este tipo de práticas ilegais tem que acabar.

Comentários Facebook - Trutas.PT
Related Posts with Thumbnails


Informação sobre o autor

Pescador de trutas desde os 18 anos. Tem uma forte dedicação ao spinning com colher e peixes artificiais, tendo pescado em Portugal, Espanha e no Reino Unido. Actualmente, pesca sobretudo na zona do Minho, Gerês e Centro do país.